Quinta, 23 de Novembro de 2017

MPF vai cadastrar famílias que ocupam de forma irregular margens do Rio Paraguai

2 DEZ 2009Por 15h:42
     O Ministério Público Federal (MPF), a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e a prefeitura de Ladário farão,entre os dias 8 e 10 deste mês,  o cadastramento das famílias e das pousadas, pesqueiros e clubes de lazer que ocuparam irregularmente a Codrasa, uma área federal de 5,4 mil hectares margeando o Rio Paraguai, em Ladário, cidade vizinha a Corumbá. ?É o primeiro passo para se decidir quem fica e quem sai, e a prioridade é a comunidade tradicional?, avisa o procurador da República, Wilson Rocha Assis, autor do inquérito que apura a ocupação irregular das terras. O MPF propõe a criação de uma APA (Área de Preservação Ambiental), que permite atividades sustentáveis como pesca, ecoturismo e agricultura familiar.
                        

Leia Também