Sábado, 25 de Novembro de 2017

MPF quer revisão de quase 5 mil benefícios do INSS concedidos na fronteira

9 SET 2009Por 16h:37
     


        O número de benefícios concedidos pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) a idosos e deficientes residentes na fronteira Brasil-Paraguai, está muito acima da média nacional. A denúncia é do Ministério Público Federal, acrescida de que "não há qualquer outra razão plausível para tamanha divergência entre os elevados percentuais de benefícios assistenciais concedidos nesta região de fronteira e os índices nacionais, senão a ocorrência de fraudes".

Segundo o procurador da República Thiago dos Santos Luz, o INSS foi notificado para fazer uma revisão na documentação dos atuais 4.769 beneficiários. ?Na média nacional, os benefícios assistenciais de prestação continuada eram, em valores de janeiro, 3,56% do total de benefícios concedidos. Em Ponta Porã, esse número era de 29,93% do total; em Bela Vista, chegavam a 29,90%; em Jardim, 31,77% e em Amambai, 17,42%?.

 

Leia Também