Segunda, 20 de Novembro de 2017

MPF investiga superfaturamento na compra de terras no Incra

24 FEV 2008Por 19h:40
     

        Edivaldo Bitencourt

        Alternativa à desapropriação de áreas improdutivas para agilizar a reforma agrária, a compra de terras pelo Incra está na mira do Ministério Público Federal. Quatro inquéritos instaurados nos últimos dois anos apuram suspeita de superfaturamento nas aquisições realizadas pelo superintendente, Luiz Carlos Bonelli, ligado ao PT e apoiado pela CUT, MST, Fetagri e FAF. Entre os casos sob suspeita está a fazenda Estrela, de 2,7 mil hecteres, em Campo Grande. Em fase de divisão, a área foi adquirida pelo Incra por R$ 15,957 milhões. Conforme o MPF, em 2003 a fazenda fora comprada por R$ 6,562 milhões. Em três anos, os proprietários obtiveram ganho de 143%.

Leia Também