Segunda, 20 de Novembro de 2017

MP-RJ denuncia mãe e padrasto por tortura com ovo quente

9 SET 2010Por 18h:15
     

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou nesta quinta-feira a mãe e o padrasto de uma menina de 8 anos por terem espancado e torturado a criança, colocando um ovo superaquecido em suas mãos. O incidente aconteceu no dia 21 de julho na residência onde Josiane Gomes Soares e Joarder Gomes Santiago moram, no bairro da Fonseca, no Rio.

Segundo a acusação, a criança foi agredida por ter pegado R$ 2,60 da carteira do padrasto. A Promotora Elisabete Abreu afirmou que "a mãe participou ativamente da tortura, nada fazendo para evitar o espancamento, ao contrário, assentiu com a conduta do companheiro, inclusive cozinhando o ovo". Ela também transcreveu no laudo um trecho que o perito afirma que "as queimaduras provocadas por objeto superaquecido nas palmas das mãos da menor podem levar a cicatrização patológica com debilidade da mobilidade das mãos".

O espancamento também produziu hematomas em todo o corpo da criança. O MP afirma ainda que, nos autos do inquérito, conduzido pela 78ª DP (Fonseca), constam diversas declarações de familiares informando que a mãe e o padrasto tinham o hábito de agredir fisicamente a criança "com o intuito de educá-la, sempre extrapolando nos meios corretivos".

        No dia seguinte à agressão, os suspeitos saíram para trabalhar e a vítima procurou ajuda no Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do Fonseca. Os acusados estão presos temporariamente pelo prazo de 30 dias.

Leia Também