Sexta, 17 de Novembro de 2017

Movimentos sociais desisitem de protesto depois de encontro com Lula

18 MAR 2008Por 20h:49
     

Lívia Ferreira

 

Integrantes de movimentos sociais recuaram hoje de protestar na solenidade de lançamentos das obras do PAC depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitou recebê-los e assumiu o compromisso de continuar assentando famílias e repassando recursos aos assentados. Os movimentos temem que, com a troca de comando na superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Mato Grosso do Sul, a reforma seja interrompida.

Segundo Alexandre Costa, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Estado, assentados e acampados foram ao evento dispostos a protestar, com faixas e cartazes, contra a queda de Luiz Carlos Bonelli do comando do Incra de Mato Grosso do Sul. "Se a gente não fosse recebido, ia ser pauleira, a gente ia fazer protesto. Como o presidente nos atendeu, resolvemos recolher as faixas", disse Costa.

Leia Também