Quarta, 22 de Novembro de 2017

Motorista morre em tombamento de carreta

1 ABR 2010Por 21h:32

bruno grubertt

 

Antes mesmo de começar o feriado prolongado, uma morte já foi registrada em rodovia federal do Estado. Por volta das 15 horas de ontem, o caminhoneiro Miguel Ferreira Agostinho, de 37 anos, morreu após a carreta que ele dirigia, uma Scania placa ACN-6215, de Terra Roxa (PR), tombar no km 139 da BR-163, entre Itaquiraí e Naviraí. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu em uma reta, o que leva a crer que Miguel dormiu ao volante.

Ontem à tarde, o movimento nas rodovias já vinha aumentando por conta do final de semana prolongado. A PRF estima que esse aumento chegue a 30% até segunda-feira (5). Apesar de o feriadão começar oficialmente amanhã, a partir de hoje repartições públicas e alguns estabelecimentos de ensino não funcionam, o que pode explicar o maior movimento de veículos já na tarde de ontem.

Para coibir as infrações de trânsito, a PRF iniciou a zero hora de hoje a Operação Semana Santa. Haverá reforço no policiamento, principalmente nas proximidades de Corumbá, Ponta Porã, Coxim, Bonito e Jardim. A Polícia Rodoviária Estadual também vai intensificar a fiscalização.

 

Rodoviária

Durante a Semana Santa é comum que moradores de Campo Grande aproveitem o feriado para deixar a rotina mais agitada da Capital em busca de descanso no interior ou em outros estados. Só pelo terminal rodoviário de Campo Grande devem passar 30 mil pessoas, entre hoje e segunda-feira (5), conforme estima a administradora da Socicam, responsável pela rodoviária.

Por conta do tradicional aumento de passageiros, as empresas responsáveis pelas linhas intermunicipais vão disponibilizar 23 ônibus extras para transportar os passageiros. Os destinos mais procurados são Corumbá, Dourados, Ponta Porã, Coxim, Bonito, Jardim e Rio Verde. Também haverá ônibus extras para rotas interestaduais, incluindo viagens de Campo Grande para municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Paraná.

Para responder à demanda, também haverá aumento no número de funcionários em cerca de 20%. Ainda assim a administradora do terminal rodoviário recomenda que as passagens sejam compradas com antecedência para evitar tumultos e transtornos.

Leia Também