Quinta, 23 de Novembro de 2017

Morte de feto doente durante parto não gera danos

31 JAN 2010Por 16h:00
     

        Da redação

         

A morte de um feto doente durante o parto não é suficiente para gerar indenização para a mãe. O entendimento é do desembargador Vanderlei Romer, da 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Como relator do caso, ele entendeu que o médico não é culpado no caso porque o feto já tinha sífilis congênita e morreu por insuficiência cardiorrespiratória. Portanto, para ele, trata-se de uma fatalidade que não gera dano moral. O desembargador confirmou a sentença da Comarca de Joinville, que negou o pedido de indenização. Cabe recurso.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Poder Judiciário de Santa Catarina

         

Leia Também