Domingo, 19 de Novembro de 2017

Moradores de casas condenadas no Guanandy devem ser transferidos

2 AGO 2010Por 12h:18
DANIELLA ARRUDA

Famílias residentes em três casas condenadas pela Defesa Civil no loteamento Dona Neta, antiga área de favela no Bairro Guanandy, deverão ser transferidas para casas de empreendimentos habitacionais construídos pela prefeitura em Campo Grande, podendo escolher entre dois loteamentos, um deles situado na região da saída para São Paulo e o outro no Jardim Centenário.
A informação foi repassada pela Agência Municipal de Habitação (Emha), no entanto, ainda não há prazo para a transferência, segundo os moradores. “Disseram que vão tirar primeiro os moradores das três casas que estão com mais problemas e depois das outras”, contou Maria Rodrigues dos Santos, de 51 anos, uma das moradoras das residências sob situação de risco.
A situação dos imóveis, que foram construídos sob uma galeria de águas pluviais e tiveram afundamento do piso, abertura de crateras em alguns cômodos e estão sob risco de desabar, foi mostrada em reportagem do Correio do Estado de 23 de julho último. As famílias alegaram que a galeria de águas pluviais foi construída depois da instalação do loteamento no local.
Com a urbanização dos arredores e asfaltamento de vias situadas nos bairros em nível mais alto, o volume de água da chuva aumentou e começaram a surgir alagamentos nas casas do loteamento. Para completar, de acordo com as famílias, as manilhas não teriam suportado e algumas delas racharam, produzindo os afundamentos nos terrenos dos imóveis. Ao todo, o problema afeta diretamente oito famílias, que moram em três terrenos no loteamento Dona Neta.

Leia Também