Quinta, 23 de Novembro de 2017

Monet busca atendimento "classe A"

23 ABR 2010Por 01h:22
Vários lançamentos marcam o ano da Peugeot no Brasil, que tem estimativa de crescimento de 10% para o mercado nacional. Em Campo Grande, a ideia também é expandir a marca francesa, que morde uma fatia cada vez maior de vendas de veículos em todo o Estado, com a concessionária Monet - localizada em Campo Grande, na Avenida Costa e Silva. Inaugurada em 2005, a Monet começou a colocar nas ruas carros Peugeot, depois de um jejum de dois anos no Estado sem nenhuma loja da marca. Desde então, a marca saltou de 25 veículos vendidos por mês, para a média de 80. “Precisamos fazer um trabalho de recuperação da marca em Mato Grosso do Sul, que ficou sem a comercialização de carros Peugeot por dois anos. O mercado sentiu a ausência, mas agora há muitos carros da nossa marca circulando pelas ruas. Isso, sem dúvida é a melhor propaganda que podemos fazer”, diz o gerente de vendas da Monet, Fabiano Escobar Alencar.

Atraídos pelo design dos carros, item citado como ponto forte da marca nas pesquisas de opinião, os clientes são seduzidos também pela dirigibilidade, segurança, custo-benefício e requinte dos veículos. “Sempre que um cliente entra na loja, nós oferecemos a possibilidade de ele fazer um teste de direção no carro. É testando o modelo escolhido que se percebe a diferença da marca e, mesmo se o cliente não adquirir o veículo, vai acabar desejando ter um modelo da Peugeot”, acredita o gerente de vendas.

A Monet deve estar chegando ao interior do Estado em breve - mas ainda não há data definida, de acordo com Fabiano. Além dos modelos tradicionais, alguns lançamentos devem movimentar ainda mais as vendas. O primeiro carro a entrar no show room da Monet será o Hoggar, a picape da linha 207, que vai competir com a Fiat Estrada, Chevrolet Montana e a Volkswagen. Os diretores da Peugeot no Brasil apostam no sucesso da picapinha no Centro-Oeste, região é responsável por 37% das vendas desse tipo de veículo. Na segunda quinzena de maio, o Hoggar estará disponível nas concessionárias e este é o primeiro carro Peugeot a ser desenvolvido por engenheiros brasileiros para o mercado nacional.

No segundo semestre chega o 3008, um utilitário-esportivo, o 408, um sedã de luxo e a reestilização do furgão Partner. “A expectativa é ultrapassar a meta nacional da montadora e vender ainda mais carros aqui no Estado”, analisa o gerente de vendas.
 
Classe A
O atendimento na concessionária é realizado por consultores e não vendedores, explica Fabiano. “São pessoas altamente treinadas para mostrar aos clientes todas as características dos carros, principalmente para apontar o custo-benefício ao se adquirir um Peugeot”, diz.
Pronta pronta-entrega dos modelos, “salvo meses atípicos de vendas como foi o mês de março, quando terminou a redução do IPI”, cita Fabiano, também atraem os compradores. “Aquela ideia que os carros da marca são importados e por isso têm manutenção mais cara e complicado é um mito. Desde que a Peugeot se instalou no Brasil (em Porto Real no Rio de Janeiro) em 2001, mais de 70% dos carros vendidos no País são produzidos lá. Temos preços de revisão e manutenção muito competitivos e atendimento rápido, sem problema de falta de peças”, afirma Fabiano. Mais informações sobre a Monet podem ser obtidas no blog: peugeotmonetms.wordpress.com ou www.twitter.com/peugeotmonet.

Esta coluna tem apoio da Fenabrave
regional MS.
www.fenabravems.com.br

Leia Também