Quinta, 23 de Novembro de 2017

Ministro inaugura hoje anel rodoviário em Corumbá

28 JUN 2010Por 06h:51
bruno grubertt

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio de Oliveira Passos, desembarca hoje em Corumbá, onde participa, às 9h30min da inauguração do anel viário da cidade, obra de pavimentação do último trecho da rodovia BR-262 até a fronteira com a Bolívia. A obra também é parte do Corredor Bioceânico, que deve ligar os portos do Brasil, no Oceano Atlântico, aos do Chile, no Oceano Pacífico. A solenidade, que acontece em frente à Escola Municipal Almirante Tamandaré, também deve contar com a presença do governador André Puccinelli (PMDB) e do senador Delcídio do Amaral (PT).
de acordo com informações da Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (DNIT), a pavimentação do contorno rodoviário do município de Corumbá foi iniciada em 1973, ainda pela Comissão de Estradas e Rodagem número 3 (CER-3), a pedido do extinto Departamento Nacional de Estradas e Rodagem (DNER).
A obra foi paralisada e retomada somente em julho de 2001. Depois de ser interrompida novamente em 2002 por falta de recursos, a pavimentação do trecho que será entregue hoje foi reiniciada em 2009, com investimento de R$ 13,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Para a conclusão da rodovia, desde 1973, foram investidos R$ 16,2 milhões na pavimentação e sinalização do anel, que tem extensão de 11,9 km, incluindo a construção de um trevo no início do trecho e a sinalização total da via.
Com a inauguração da rota, o tráfego de veículos pesados, que fazem o transporte constante de mercadorias para a Bolívia e vice-versa, deve ser desviado do centro de Corumbá, melhorando o fluxo dos carros de passeio na Cidade. Com isso também deve ser facilitado o comércio com o país vizinho.
Restauração
O DNIT também vem executando obras de recuperação ao longo do trecho de 282 quilômetros da rodovia BR-262 que liga Anastácio a Corumbá.
Sem contabilizar o que foi investido na implantação do anel viário, até agora, já foram gastos R$ 162,5 milhões no recapeamento de mais de 179 quilômetros de asfalto, além da recuperação de uma ponte sobre o Rio Paraguai.
A BR-262 possui extensão de 779,5 km no Estado de Mato Grosso do Sul e apenas os 11,3 quilômetros do anel rodoviário de Corumbá não eram pavimentados.

Leia Também