Quinta, 23 de Novembro de 2017

Menor de 12 anos autor de estupro está na Unei

1 JUL 2010Por 06h:30
Rose Rodrigues, Três Lagoas

O adolescente de 12 anos de idade acusado do estupro de uma jovem de 21 anos, na última quinta-feira, em Três Lagoas, foi apreendido e está recolhido na Unidade Educacional de Internação (Unei). Ele se apresentou à Polícia na terça-feira, acompanhado pelo pai. O menor é responsabilizado pela violência sexual contra uma jovem que fazia caminhada nas margens da Lagoa Maior.

Segundo as informações, a vítima foi abordada pelo adolescente, que vinha de bicicleta em sentido contrário ao dela. Depois de perguntar as horas, o menor aproveitou a distração da jovem e a agrediu com um soco no rosto, ameaçando-a também com uma faca e a  levando para um matagal numa área próxima.
O maníaco estava trajando uniforme de uma escola estadual e depois do estupro ainda assaltou a vítima, levando celular e dinheiro. Algumas pessoas que passavam pelo local desconfiaram do adolescente e o seguiram até sua residência. O caso aconteceu a poucos metros da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal e apesar dos gritos da jovem, que alertou até alguns moradores próximos, nenhum policial se dirigiu ao local. A garota foi encaminhada para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, onde recebeu atendimento médico.

A Polícia Militar foi acionada e localizou a residência do estuprador, que fica no Bairro Santa Luzia, próximo à lagoa. Acompanhados pela vítima e pela testemunha que viu o criminoso fugindo, os agentes policiais foram até a casa dele. No local, a vítima reconheceu a bicicleta. O menor não estava na casa e segundo informações de algumas testemunhas, ele chegou correndo, deixou a bicicleta e saiu a pé.

O crime está sendo investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher e segundo a delegada Letícia Mobis, a jovem ficou muito traumatizada e preferiu não receber assistência psicossocial na delegacia. A delegada informou, ainda, que o menor acusado é alto e com o aparência física de adulto  e  a vítima é uma mulher baixa e com aspecto de adolescente. Segundo o psicólogo Sydnei Ferreira Ribeiro Junior, do Ministério Público Estadual em Três Lagoas, o caso é considerado grave e tudo indica que o garoto tenha desvio sexual acentuado.

Perigo
As margens da Lagoa Maior, principal cartão-postal da cidade de Três Lagoas está se transformando num dos locais mais perigosos da cidade. Sem policiamento, os esportistas que se aventuram a realizar caminhadas na área são frequentes vítimas dos marginais, que se aproveitam da má iluminação. O local é usado para exercícios e caminhadas diárias por centenas de pessoas. Nesta terça-feira, na Rua Paranaíba, próximo à lagoa, foi feita uma pichação com os dizeres : “Ladrões, estupradores atacam na Lagoa. Não temos autoridades”. Para os moradores da região,  o pichador escreveu a frase para protestar contra um estupro. 

Leia Também