Manifestação contra trabalho infantil no Estado distribui 5 mil cataventos

EVELIN ARAUJO 10/06/2011 14h04

foto
Foto: Roberta Cáceres/Portal Correio do Estado

Cataventos para propalar aos sete cantos que o trabalho infantil não é correto. Essa é a ideia de órgãos como a Secretaria de Assistência Social (SAS), junto com o Ministério do Trabalho e o Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes (Consex), como parte da programação da semana combate, que tem como tema "MS Contra o Trabalho Infantil". Até às 12h, várias pessoas distrubuíram cerca de 5 mil cataventos com a frase "dia mundial de combate ao trabalho infantil".

A secretária adjunta da Secretaria de Assistência Social (SAS) disse que as denuncias de trabalho infantil em Campo Grande são poucas, por conta das ações efetivas de programas sociais em relação à legalidade. "A partir dos 14 anos, os adolescentes podem participar de programas como o ProJovem e o Projeto Ciranda", disse a secretária.

Ela acredita que programas como o Vale Renda são a base para a prevenção do trabalho infantil. "Na Capital, mais de 200 crianças são atendidas por esses programas sociais, evitando que a secretaria trabalhe com o depois, mas sim com o antes, com a prevenção da exploração da mão-de-obra infantil".


Compartilhe