Sexta, 24 de Novembro de 2017

Mais ruas da região central são recapeadas

10 AGO 2010Por 04h:17
DANIELLA ARRUDA

Após concluir no último fim de semana o recapeamento de 3,5 quilômetros de pavimentação asfáltica da Rua Joaquim Murtinho, entre a Rua Rui Barbosa e a rotatória com a Rua Ceará, frentes de trabalho da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação estão agora na Rua Pestallozzi, no trecho compreendido entre as ruas Joaquim Murtinho e Ricardo Brandão. As obras fazem parte do projeto de contenção de enchentes, visando a recuperação de danos causados pelas chuvas do dia 27 de fevereiro deste ano em diversas vias públicas situadas no entorno dos córregos Prosa, Vendas e Sóter.
Conforme cronograma repassado pelo engenheiro da Seinthra, Francisco Torres Martinez, depois da Rua Pestallozzi serão recapeadas parte da Avenida Rubens Gil de Camillo (da rotatória com a Rua Jeribá, próximo à Câmara de Vereadores, até a Avenida Afonso Pena); da Rua Raul Pires Barbosa ( via que dá acesso ao Proncor, na região do Chácara Cachoeira); Rua Jeribá (entre as rotatórias com as ruas Ricardo Brandão e Raul Pires Barbosa) e trecho da Ricardo Brandão, das proximidades do viaduto com a Rua Ceará até a rotatória de acesso às ruas Jeribá e Rubens Gil de Camillo. Ao todo, serão nove quilômetros de asfalto recuperados nessas cinco vias.

Projeto
O projeto de contenção de enchentes é financiado com verbas emergenciais do Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) e registro no documento Formulários de Avaliação de Danos (Avadan), ao custo total de R$ 13 milhões. Deste total, R$ 3 milhões foram destinados para a primeira etapa, que inclui as imediações da Rua Ceará e Avenida Ricardo Brandão, onde foram verificados os danos de maior gravidade.
Os trabalhos de recapeamento começaram pela Rua Joaquim Murtinho em 1º de junho, com prazo de 90 dias para serem concluídos. Segundo informações do engenheiro Francisco Martinez, a  recuperação do asfalto foi completada neste fim de semana, porém “ainda faltam a conclusão da reforma das bocas-de-lobo e o erguimento dos tampões metálicos de poços de visita” na via pública. A previsão é que o recapeamento de todas as ruas da primeira fase do projeto seja concluído dentro de aproximadamente 30 dias. “Depois desse prazo, é preciso fazer obras complementares, como por exemplo, as bocas-de-lobo e os tampões de poços de visita, o que demora um pouco mais”, comentou.

Leia Também