Sexta, 24 de Novembro de 2017

Mahindra vai encarar o Rally dos Sertões

23 JUL 2010Por 10h:47
Da Redação

Os preparativos para a participação da equipe Mahindra/FazTrilha no Rally dos Sertões, o mais importante e competitivo evento esportivo do calendário brasileiro do fora-de-estrada, já estão em fase final. Pela segunda vez e novamente sob o comando do experiente piloto Ricardo Augusto de Souza Campos, mais conhecido por Ricardo Rasc, a equipe vem este ano com uma estrutura ampliada e almeja o degrau mais alto do pódio.
A equipe Mahindra/FazTrilha competirá na categoria “production” (T2) com dois veículos: uma SUV e uma picape cabine simples, ambos Mahindra fabricados no Brasil, equipados com motor turbodiesel de 2.6 litros. Nesta categoria competem veículos nacionais e importados regularmente comercializados no Brasil (SUV, picape ou utilitários) que podem sofrer adequações e receber aperfeiçoamentos ao uso no rally.
Na primeira participação da equipe Mahindra/FazTrilha em 2009, o resultado foi além do esperado, com uma terceira colocação dentro da categoria. “Apesar da minha experiência em rally, não tínhamos completo conhecimento sobre os Mahindra e ao final da prova estávamos realmente muito surpresos com o resultado, pois fizemos a prova com o carro praticamente original”, enfatiza o piloto.
Rasc já pilotou várias edições do Rally dos Sertões na categoria “Caminhões”, tendo alcançado a quinta posição em 2008 e a terceira posição no ano passado. “Nossos Mahindra são veículos que já provaram ser fortes e resistentes e agora, com uma estrutura maior de apoio e com o conhecimento que temos dos carros, vamos competir em igualdade de condições com as equipes que brigam pela vitória”, prevê Rasc.
Dentre as muitas adequações que a picape e o SUV Mahindra recebem para participar do Rally dos Sertões, destacam-se a substituição dos amortecedores originais por amortecedores de competição, reforços gerais de chassi, eliminação total de forração interna, tanque de combustível maior, itens de segurança e de competição como dois estepes, snorkell, protetores de cardãs, gaiola padrão CBA/FIA, bancos especiais com cintos de segurança de cinco pontos, substituição dos parabrisa por policarbonato, adaptações elétricas e de combate a incêndio, completa instrumentação para competição, GPS, radiocomunicadores, entre outras pequenas modificações.

Leia Também