Segunda, 20 de Novembro de 2017

Lula pede que moradores deixem áreas de risco

7 ABR 2010Por 23h:04
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez apelo ontem para as pessoas que moram em áreas de risco no Estado do Rio de Janeiro deixarem suas casas o mais rapidamente possível e esperem a chuva passar para terem noção dos danos provocados.

“Por favor, saiam. É preciso que as pessoas estejam vivas para enfrentar o problema. Contra as intempéries, não há ser humano que possa enfrentar, quando são muito grandes. Eu soube que esta é a pior enchente do Rio de Janeiro, pior que a de 1966, a de 1988 e a de 1996. Vamos esperar a chuva passar para ver quais são as necessidades mais imediatas”, afirmou o presidente, que está desde a noite de ontem no Rio.

Em entrevista por telefone à TV Globo, Sérgio Cabral, governador do Estado do Rio, pediu para que os moradores de casas vizinhas a uma encosta que desabou deixassem imediatamente o local.

“(É) Quase que um suicídio, comportamento irresponsável”, disse Cabral, ao ver moradores acenando da laje de imóveis perto do desmoronamento da encosta. Ele aconselhou de forma enfática que os moradores da região procurassem abrigo na Vila Olímpica ou na quadra da escola de samba da comunidade.

Leia Também