Terça, 21 de Novembro de 2017

Lula é a grande estrela do horário político

18 AGO 2010Por 06h:08
São Paulo

Apesar de não estar disputando essas eleições como candidato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi a grande estrela deste início de horário eleitoral gratuito na TV. Como já era previsto, o programa da sua candidata, Dilma Rousseff (PT), apostou na emoção e na ligação com o presidente. Dentre os depoimentos em prol de sua escolhida, Lula a recomendou, mais uma vez, para o eleitorado brasileiro: “Não tem ninguém mais preparado para governar (o País) do que Dilma.”
Lula esteve presente também, de uma forma indireta, no programa do candidato do PSDB, José Serra (PSDB). Sem ignorar os elevados índices de popularidade do presidente, os marqueteiros do tucano apostaram no bordão: “Quando Lula da Silva sair é o Zé que eu quero lá”. O presidenciável do PSDB foi também apresentado de uma maneira mais popular, como o “Zé”.
Na avaliação do cientista político Humberto Dantas, conselheiro do Movimento Voto Consciente, as propagandas do PSDB e do PT tiveram bom ritmo e apostaram na biografia dos presidenciáveis.
Para o especialista em pesquisa eleitoral Sidney Kuntz, a eventual influência do horário eleitoral neste pleito poderá ser mensurada no prazo de dez dias. “Se neste período o quadro não se alterar, Dilma deve continuar como favorita. O apelo emocional que o PT trouxe, com Lula pedindo votos para sua candidata, pode fazer a diferença e ampliar ainda mais a vantagem da petista”, avalia Kuntz.
O programa da presidenciável do PV, Marina Silva, apostou no meio ambiente e exibiu imagens da destruição do planeta, com narração da candidata e o alerta para a escolha de um dirigente que tenha o foco na solução desses problemas. Em seguida, Marina apresentou-se aos eleitores, trajando um vestido preto, dizendo: “Eu sou Marina”.

Leia Também