Quarta, 22 de Novembro de 2017

Lula deve gravar programa eleitoral para José Orcírio

11 AGO 2010Por 07h:17
Maria Matheus

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve gravar para o programa do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) no horário eleitoral gratuito em rádio e televisão. A intenção é que o presidente apareça já na estreia do candidato na TV. Além das gravações padrão, em que pedirá votos aos seus candidatos nos estados, Lula deve gravar participações especiais no programa do petista, lembrando as ações do governo.
Ontem, José Orcírio informou que articulará, em Brasília, a agenda política do presidente em Mato Grosso do Sul. A ideia é fazer um comício em Dourados, no dia 24 de agosto. Alguns petistas defendem a passagem do presidente por Campo Grande, mas admitem que a visita poderia causar constrangimento devido ao governador André Puccinelli (PMDB), que tenta a reeleição. Além de ser rival de Orcírio, amigo pessoal de Lula, Puccinelli declarou apoio ao tucano José Serra na corrida presidencial, contrariando orientação do diretório nacional do PMDB.
O presidente pode aproveitar a passagem por Dourados para gravar com Orcírio depoimento a ser veiculado no programa de rádio e televisão, mas a agenda política do presidente ainda não está fechada.
A agenda institucional foi confirmada ontem pelas assessorias da campanha petista e da Universidade Federal da Grande Dourados. Às 10h, o presidente entregará quatro obras na Unidade II da UFGD, na Cidade Universitária: anfiteatro, restaurante universitário, quadra poliesportiva e o centro de educação infantil.  Os investimentos totalizaram R$ 20 milhões, conforme a assessoria de comunicação da universidade.
Na mesma cerimônia, programada para acontecer em um palco a ser montado no estacionamento da Unidade II da UFGD, Lula deve anunciar outras 15 obras: Laboratório de Pesquisa em Agroenergia, projeto de acessibilidade, Laboratório de Engenharia de Energia, retomada da obra da Biblioteca Central, Laboratório de Educação Física, Laboratório de Artes Cênicas, Escola de Psicologia no Hospital Universitário, bloco da Faculdade de Engenharia, Laboratório Multidisciplinar, Núcleo de Pesquisa das Faculdades de Administração, Ciências Contábeis e Economia, Biblioteca da Faculdade de Direito, Laboratório de Pesquisas em Ciências da Saúde, Laboratório de Engenharia Agrícola, Centro de Tecnologia do Pescado e o Centro de Psicultura Experimental, Treinamento e Difusão de Tecnologia.
Segundo a assessoria de imprensa da campanha petista, a agenda detalhada do presidente em Mato Grosso do Sul será divulgada na próxima semana pelo Cerimonial da Presidência da República.

Agenda de Dilma
O senador Valter Pereira (PMDB) disse ontem que a agenda em Mato Grosso do Sul da ex-ministra Dilma Rousseff (PT), candidata à Presidência, pode ser alterada. Ela viria ao Estado no dia 24 de agosto, junto com o presidente Lula. O candidato a vice-presidente na chapa petista, Michel Temer, também pode alterar a data da visita a Campo Grande, prevista para esta sexta-feira. Valter informou que a nova programação não está definida. “Vai depender de ajustes que serão feitos amanhã (hoje). Inclusive, as datas previstas para que eles venham ao Mato Grosso do Sul podem ser mantidas”, disse.

Leia Também