Quinta, 23 de Novembro de 2017

Livro conta a história do dinheiro no Brasil

1 ABR 2010Por 20h:28

Réis, cruzeiro, cruzado novo, cruzeiro real. São tantas as denominações, que fica difícil lembrar de todas.

A história do dinheiro no Brasil é longa, complexa, cheia de altos, baixos e de inúmeras trocas monetárias. No total, seis moedas circularam pelas mãos dos brasileiros até a chegada do real, em fevereiro de 1994, cujo objetivo era conter a inflação flutuante no País.

Em razão da paixão pela numismática – o estudo científico das moedas – José Rodrigues Pinto escreveu o livro "Brasil em cédulas e moedas na visão de um colecionador", publicado em novembro, em Campo Grande, pela Life Editora, no qual faz um painel da história do dinheiro brasileiro.

Colecionador desde 1959, ele é dono de um grande número de moedas e cédulas, que vão das raríssimas patacas – primeiras moedas que circularam pelo Brasil – às cédulas comemorativas do cruzeiro e real.

Para o escritor, o dinheiro, ou padrão monetário como gosta de se referir, é um dos pontos primordiais da identidade de um povo. "Na história monetária de um país, vemos a influência de conflitos políticos, culturais e, é claro, econômicos. Em nosso caso, as fases foram bastante turbulentas", enfatiza.

José conta que seu objetivo, ao escrever o livro, era aproximar-se desta história e torná-la acessível ao maior número de pessoas. Para isso, o autor realizou pesquisas bibliográficas e viajou a Brasília para visitar o Banco Central. Em 30 meses de dedicação exclusiva, o comerciante aposentado concluiu a obra, ricamente ilustrada.

 

Coleção

O trabalho de colecionar e pesquisar os padrões monetários nacionais iniciou-se por pura curiosidade de José Rodrigues. As primeiras cédulas que entraram para a coleção eram cruzeiros, presenteadas por um amigo, no período em que viveu em São Paulo. O escritor orgulha-se de ter em sua coleção todas as cédulas e moedas brasileiras que vieram depois do réis.

Conversar com José é aprender muito sobre a história monetária brasileira. Capaz de descrever com detalhes episódios como o surgimento da primeira moeda utilizada em terras tupiniquins, no século XV, ele demonstra sua paixão pelo assunto e alega que o trabalho não terminou, pois prepara a segunda edição da obra.

"Pesquisar o dinheiro brasileiro pode ser árduo, mas é gratificante também. Existem acertos, mas os fracassos monumentais são inesquecíveis. Quem se lembra daquela nota de R$ 10 feita de plástico?", indaga em tom de brincadeira. (TA)

 

Serviço – "Brasil em cédulas e moedas na visão de um colecionador", de José Rodrigues Pinto, custa R$ 50 e pode ser adquirido diretamente com o autor pelo telefone 9981-2125.

Leia Também