Terça, 21 de Novembro de 2017

Justiça obriga e enfermeiros voltam ao trabalho

25 AGO 2010Por 05h:43
anahi zurutuza | Bruno grubertt

Por determinação judicial, profissionais de enfermagem da Santa Casa de Campo Grande tiveram de retornar ao trabalho ontem, com 100% do efetivo, no pronto-socorro e no Centro de Terapia Intensiva (CTI). A decisão do juiz do trabalho, Márcio Vasques Thibau de Almeida, saiu ontem à tarde e os trabalhadores voltaram aos postos depois das 18h30min. Eles estavam parados desde segunda-feira para pressionar a administração a conceder melhor reajuste salarial aos profissionais.
Ontem de manhã, a direção da Santa Casa ajuizou dissídio de greve no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Mato Grosso do Sul com objetivo de barrar a paralisação. A direção do estabelecimento alegou que os enfermeiros não estariam mantendo o mínimo de profissionais exigido para que os atendimentos de urgência e emergência não fossem prejudicados.
De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem do Estado de Mato Grosso do Sul (Siems), Helena Delgado, a alegação da direção da Santa Casa não é verdadeira. A categoria reivindica reajuste salarial de 15% e outros benefícios, mas a direção oferece apenas 5% de acréscimo ao salário.

Leia Também