Quarta, 22 de Novembro de 2017

Justiça mantém suplentes como vereadores

10 FEV 2010Por 22h:43
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul concedeu ontem decisão favorável à manutenção dos suplentes Maria Cristina Lanza (PT) Roberto Gomes Façanha (PMDB) Antônio Juliano de Barros (ex- PDT e hoje PSDB) e João Lucas Martins (PP) no cargo de vereador em Corumbá. Numa reviravolta, a decisão derrubou a liminar, do próprio TJMS, em mandado impetrado pela prefeitura suspendendo a posse. Em Dourados, cinco suplentes – Laudir Munaretto (PMDB), Elias Iyshi de Mattos (PT), Walter Hora (PPS), Edva ldo Moreira (PDT) e Geraldo Salles (PSDC) – também recorreram ao TJ-MS requerendo posse na Câmara. O julgamento será no dia 23 deste mês. O Legislativo da cidade tem 12 cadeiras, mas a lei orgânica prevê 17 vagas. Os suplentes douradenses se baseiam em decisão favorável em outra cidade do interior do estado. Em Itaporã, o juiz Adriano da Rosa Bastos determinou posse dos suplentes Édio Barreto (PMDB) e Sérgio Barcellos (PT) como vereadores, conforme o número de vagas previsto na Lei Orgânica do Município.

Leia Também