Sexta, 24 de Novembro de 2017

Jovem executado a tiros na frente do pai em campo de futebol

9 MAR 2010Por 07h:48
Salvador Nunes de Lima, de 23 anos, foi executado a tiros na frente do pai, no momento em que assistiam a uma partida de futebol, na periferia de Ponta Porã. Dois pistoleiros em uma motocicleta aproximaram-se da margem do campo e fizeram vários disparos em direção da vítima, que morreu no local. Os criminosos fugiram logo em seguida. Segundo as informações de Valdecir Escalhar, do 4º Batalhão de Polícia Militar, por volta das 16h10min de domingo, uma guarnição foi deslocada para atender uma ocorrência no campo de futebol situado na Rua das Flores, no Jardim Independência, periferia de Ponta Porã. No local os policiais encontraram baleado Salvador Nunes de Lima. O pai, Paulo Leite de Lima, disse que ele e o filho assistiam a uma partida de futebol quando dois pistoleiros, ocupando uma motocicleta chegaram ao local e sem dizer qualquer palavra começaram a disparar. Três tiros atingiram Salvador na orelha, costas e nuca, provocando sua morte de forma instantânea. Os autores trajavam roupas de cor preta e usavam capacete, dificultando a identificação. Peritos criminais fizeram levantamento no local e a Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o crime. Por outro lado, no domingo à noite, na divisa de Coronel Sapucaia com Capitán Bado, Luiz Augusto Flores de Arruda, 23 anos, foi baleado ao tentar separar uma briga na praça central no lado brasileiro da fronteira. Ele foi alvejado com um tiro que transfixou o seu corpo e atingiu o peito do adolescente Elvis Campello Ferreira, de 17 anos, que estava nas imediações. Os dois ficaram com ferimentos graves. Luiz Augusto e Elvis foram socorridos rapidamente no Hospital Municipal de Coronel Sapucaia, mas devido às consquências provocadas pelo tiro, foram trasladados para um hospital de Dourados. O autor dos disparos foi identificado como sendo Richard Ferreira, morador em Coronel Sapucaia e que estaria refugiado em Capitán Bado, no lado paraguaio. Acidente O motociclista Carmelinho Oliveira Ovelar, de 51 anos, morreu depois de ser atropelado por uma carreta na ruta V, rodovia que interliga a fronteira de Ponta Porã com Pedro Juan Caballero ao restante do país. O acidente ocorreu na noite de domingo depois que Ovelar entrou na pista de rolamentos sem observar o movimento.

Leia Também