Quinta, 23 de Novembro de 2017

Investimentos federais para Corumbá e Ladário vão crescer 30%

2 MAR 2010Por 06h:19
Investimentos federais em Corumbá e Ladário em 2010, via Caixa Econômica Federal, terão aumento de 30% em relação ao ano passado, o que representaria R$ 250 milhões deincremento aos municipíos. Esse percentual deve dobrar, considerando os recursos previstos dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que transformou as duas cidades em um canteiro de obras. A projeção positiva para a região que passou as duas últimas décadas no ostracismo foi feita pelo superintendente regional da Caixa, Paulo Antunes de Siqueira. Ele apresentou balanço dos recursos liberados nos dois últimos anos, que somam R$ 107 milhões em 2008 e R$ 138 milhões em 2009. Neste ano, Corumbá ainda foi contemplada com R$ 123 milhões do PAC. “Estamos trabalhando, dentro desse cenário, com uma perspectiva de aumento de 30% nos recursos para 2010, o que representaria aplicação de R$ 180 milhões em Corumbá e Ladário, devendo ultrapassar R$ 249 milhões com as verbas previstas pelo PAC”, disse Siqueira. Ele adiantou que somente do programa está previsto a liberação de R$ 69 milhões neste semestre. Nova agência Os números, garante o superintendente, mostram que nenhum município do Estado tem obtido “crescimento tão expressivo como o de Corumbá”, com perspectiva de um incremento ainda maior com as novas parcerias que estão sendo viabilizadas, entre as quais o Programa Minha Casa, Minha Vida, que vai garantir 2.000 moradias para as duas cidades pantaneiras. Além de gerenciar os recursos do PAC e outros programas e projetos do governo federal, a Caixa atua em diferentes áreas, e no caso de Corumbá e Ladário, o patrimônio histórico cultural, viabilizando carteira de crédito para a recuperação de prédios particulares dentro do Programa Monumenta. A instituição investe na construção de sua nova agência em Corumbá.

Leia Também