Sexta, 24 de Novembro de 2017

Instituto federal terá 1,1 mil vagas em 2011

21 MAI 2010Por 08h:53
Michelle Rossi

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) vai oferecer no primeiro semestre de 2011 aproximadamente 1.120 vagas para alunos de nível fundamental em cursos técnicos profissionalizantes. Para se ter uma ideia do tamanho do incremento no ensino público com a implantação do instituto – que ainda vai sofrer com a expansão de vagas – o número representa um terço das vagas disponibilizadas no vestibular de verão da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), em 2010. Os cursos serão oferecidos em unidades do IFMS na Capital e no interior do Estado – Aquidauana, Corumbá, Coxim, Três Lagoas, Ponta Porã e Nova Andradina.

De todas as unidades do IFMS, Nova Andradina é a única a estar em funcionamento atualmente. Já ofertou 160 vagas no início do ano e está com inscrições abertas até o dia 31 de maio para processo de seleção que vai admitir, no segundo semestre de 2010, mais 160 alunos. São dois cursos naquela unidade: Informática e Agropecuária. “Em todas as unidades serão oferecidos os cursos de Informática e em cada cidade teremos cursos diferenciados. A princípio, em Campo Grande teremos mais os de Mecânica e Eletrotécnico; em Corumbá, Metalurgia; Coxim, Alimentos; Ponta Porã, Agricultura; Três Lagoas e Aquidauana, Edificações”, explica o reitor do IFMS, Marcus Aurélius Stier Serpe.   

Os prédios das unidades do instituto no Estado estão em construção e a previsão é de que, para o primeiro semestre de 2011, grande parte das construções esteja pronta para receber os 1.120 alunos, sendo 160 vagas em cada cidade. A exceção é Nova Andradina, que já está em funcionamento e está com as obras mais adiantadas por conta de ter sido construído numa área onde já havia uma estrutura de escola técnica. “Nas outras cidades do interior, a primeira fase de construção deve ser entregue no início de 2011, para recebermos os alunos, mas é importante que deixemos claro que as obras, e a capacidade das unidades, podem aumentar conforme a demanda e recursos financeiros disponibilizados”, aponta. O orçamento do IFMS é de responsabilidade do Ministério da Educação, enquanto as áreas onde estão sendo construídas as unidades são espaços doados pelas prefeituras das cidades. 

Campo Grande
A unidade do IFMS na Capital (localizada no Bairro Santo Antônio, em frente à Base Aérea) vai comportar  16 blocos, dos quais três estão em construção para atender à capacidade de 160 vagas para o primeiro semestre de 2011. No entanto, ainda em 2010, mais dois blocos devem ser licitados. “Em Campo Grande, teremos uma verdadeira cidade universitária. À medida que formos construindo os blocos, vamos implantando os cursos e atendendo mais alunos”, descreve o reitor.  
O processo de seleção de alunos em Mato Grosso do Sul acontece por meio de uma prova. O reitor do IFMS optou por reservar 50% das vagas ofertadas para alunos egressos de escolas públicas. “Cada reitor tem adotado sua política de cotas. Aqui, estamos priorizando 50% das vagas para alunos que tenham frequentado o ensino fundamental em escolas públicas”, aponta. Mais informações sobre o instituto e sobre o processo de seleção em Nova Andradina: www.ifms.edu.br.

Leia Também