Quarta, 22 de Novembro de 2017

Indústrias de MS contarão com sondagem mensal da produção

15 MAR 2010Por 20h:27
O desempenho das indústrias no Estado no mês de janeiro deste ano mostrou-se estável com relação ao volume de produção, à capacidade instalada e ao estoque de produtos, porém, as expectativas dos empresários industriais para os próximos seis meses são positivas, tanto com relação à demanda quanto à quantidade exportada e compra de matérias-primas. Os dados fazem parte da sondagem industrial que o Radar Industrial da Fiems passa a realizar, mensalmente, a partir deste ano nas empresas de Mato Grosso do Sul para mostrar a evolução da produção, utilização da capacidade instalada, estoque de produtos finais, compras de matérias-primas e as expectativas dos empresários para os próximos seis meses. Além disso, o levantamento trará ainda o Icei (Índice de Confiança do Empresário Industrial), que é elaborado por meio de pesquisa nas indústrias de transformação, extrativa e construção civil, para avaliar o posicionamento do empresariado e suas expectativas para os próximos seis meses em relação à economia estadual e brasileira e à condição da própria empresa. As indústrias pesquisadas durante a sondagem industrial revelaram que nos próximos seis meses a demanda por seus produtos deve aumentar, assim como a aquisição de matérias-primas. De acordo com o levantamento do Radar da Fiems, já as empresas que também vendem para o mercado externo estão indicando que as exportações devem permanecer na estabilidade nos próximos seis meses, mas com viés de elevação. Com relação ao Icei (Índice de Confiança do Empresário Industrial), o Radar da Fiems aponta que os empresários estão otimistas, sendo que no quesito condições atuais da economia estadual a maioria demonstrou confiança, assim como em relação à economia brasileira e à situação da própria empresa. Já no quesito expectativa para os próximos seis meses, os empresários industriais também demonstraram confiança na economia estadual e brasileira e no desempenho da própria indústria.

Leia Também