Domingo, 19 de Novembro de 2017

Índios fazem prefeito e funcionários reféns

28 MAI 2010Por 06h:37
karine cortez

Índios terenas fizeram refém o prefeito da cidade de Dois Irmãos do Buriti, Wlademir de Souza Volk (PT), e  50 funcionários, que estavam na sede do Paço Municipal na manhã de ontem. De acordo com o assessor de imprensa da prefeitura, Carlos Alberto Costa Rosa, por volta das 8 horas, cerca de 100 indígenas da Aldeia Buriti chegaram ao local munidos de armas artesanais e cercaram a prefeitura, não permitindo que os servidores saíssem até a chegada do prefeito. A Polícia Militar foi chamada, mas apenas ficou acompanhando a manifestação para intervir somente se os terenas agredissem alguém.
“Eu estava na cidade, mas ainda não tinha ido para a prefeitura. Fui avisado que eles estavam lá por um funcionário. Imediatamente, fui para a prefeitura e todos os índios queriam conversar comigo. Como o espaço de reuniões no Paço é pequeno, sugeri que fôssemos até o prédio do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil)”, contou Wlademir.
O local fica a dois quilômetros da sede da prefeitura. O prefeito foi impedido pelos indígenas de ir de carro e seguiu a pé junto com o grupo. Ele foi escoltado pelos terenas. Também seguiu pelo trajeto o secretário municipal de Saúde, Carlos Leite. Por mais de três horas, os índios ficaram reunidos com o prefeito e o secretário.
Eles reivindicaram o cumprimento da promessa feita por Wlademir, no Dia do Índio, de repassar cerca de R$ 30 mil para a Aldeia Buriti. “Na verdade, houve uma falha de  comunicação e os índios não entenderam que o repasse não é imediato e sim conforme vão sendo feitas as intervenções. Do total de R$ 30 mil, já entreguei a eles R$ 18 mil em benfeitorias como perfuração de tanques para psicicultura e criação de frango caipira. Depois que expliquei eles acabaram entendendo que o recurso vai sendo repassado aos poucos e liberaram eu e o secretário”, explicou o prefeito. Na próxima segunda-feira, ele deve reunir-se com lideranças indígenas.

Leia Também