Índice ultravioleta vai chegar ao extremo neste final de semana

DA REDAçãO 27/11/2010 10h40

foto

Mato Grosso do Sul deverá enfrentar até o dia 30 de novembro, raios ultravioleta (UV) em condição extrema de radiação, marcando índice entre 11 e 14, numa escala cujo “máximo” corresponde a 14. As informações são do Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec-MS).

De acordo com a meteorologista Cátia Braga, o Índice Ultravioleta (IUV) é uma medida da intensidade da radiação UV relevante aos efeitos sobre a pele humana, incidente sobre a superfície da Terra. A elevação do índice é de acordo com a concentração do ozônio, posição geográfica, hora do dia, altitude, estação do ano e condições atmosféricas.

O IUV é sempre apresentado para uma condição de céu claro. A nebulosidade e aerossóis (partículas em suspensão na atmosfera) provocam atenuação do feixe de radiação, entretanto, a ausência de nuvens representa a máxima intensidade de radiação. Dias nublados também podem oferecer perigo, principalmente para as pessoas de pele sensível.
 

A previsão para hoje é de predomínio de sol em todo o Estado. Deve chover fraco apenas na região norte. O sábado será de calor com temperaturas mínimas e máximas elevadas. Pela manhã a mínima deverá registrar, em média 22°C, e a máxima será maior principalmente na região do bolsão e leste.

Em Campo Grande, sol durante todo o dia com temperatura elevada já no período da manhã, 22°C e máxima 31°C. Umidade relativa do ar mínima fica baixa, em torno dos 30%. Os índices ficam ainda mais inferiores em Água Clara, Dourados, Rio Brilhante, com umidade mínima de 25%. Em cidades circunvizinhas a média tende a registrar valores entre 25 e 30%.

Precaução

Devido ao calor e tempo seco, será preciso tomar algumas precauções, pois o índice ultravioleta estará no valor extremo. Cuidados como hidratação, utilização de bonés ou chapéus e uso de filtro solar é altamente recomendável. Camisetas e óculos escuros também são necessários, além da orientação de evitar se expor ao sol nas horas próximas ao meio-dia.

Domingo

As altas temperaturas permanecem. A exceção da vez é a região oeste e leste, com possibilidade de chuvas a partir da tarde e noite. Estado de atenção (com umidade do ar entre 20% e 30%), com índice ultravioleta ainda no valor extremo requerem os mesmos cuidados para aqueles que planejam aproveitar o dia sob o céu.

Na Capital, sol durante o dia. O calor deve diminuir um pouco à noite, com possibilidade de aumento da nebulosidade e chuviscos. Temperatura máxima de 32°C e umidade relativa mínima em torno de 30%.

Segunda

Já na segunda-feira (29) as chuvas devem aparecer no extremo norte do Estado com volume estimado de 15 mm, acompanhadas de descargas elétricas. Em Campo Grande, sol durante a manhã e possibilidade de chuva à tarde, com volume estimado de 30 mm que não alivia a umidade baixa, que ficará em torno dos 35%. Temperatura começa alta no início da manhã e cai à tarde. A máxima não ultrapassa os 25°C.

Nas demais regiões pancadas de chuva no período da tarde devido a efeitos termodinâmicos (calor e umidade em superfície). As temperaturas estarão altas pela manhã com tendência a cair na parte da tarde. Índice ultravioleta no valor extremo em todas as regiões.


Compartilhe