Sexta, 17 de Novembro de 2017

Incentivo para Estado exportar será irrisório

9 SET 2010Por 21h:24
ADRIANA MOLINA

Mato Grosso do Sul terá R$ 38 milhões para serem destinados para programas de estímulo às exportações. No País, a Medida Provisória nº 501, publicada ontem, destina R$ 1,95 bilhão para estimular as vendas ao mercado externo.  Valor é considerado irrisório pelo mercado.
O valor representa cerca de 1,96% do rateio entre os 27 estados brasileiros. Os que mais tiveram recursos disponibilizados foram Minas Gerais, que ficou com 18,22% do montante total; Mato Grosso, com 16,16%; e Rio Grande do Sul, com 8%.
Do volume total, 75% ficará com o Estado e o restante, com os municípios, que receberão sua fatia obedecendo à participação individual no rateio do ICMS.
Segundo o vice-presidente da Bolsa Brasileira de Mercadorias, Carlos Dupas, toda medida que auxilia no desenvolvimento das exportações brasileiras é importante, porém, para Mato Grosso do Sul, o total disponibilizado é avaliado como insuficiente. “R$ 38 milhões é muito pouco para a quantidade de comercializações que fazemos. Isso acaba criando uma expectativa de aumento nas exportações que mais tarde é frustrada”, comenta.
O Estado, em agosto, segundo dados preliminares do Ministério do Desenvolvimento, bateu recorde em exportações, totalizando US$ 338 milhões.

Leia Também