Domingo, 19 de Novembro de 2017

Incansável determinação

2 FEV 2010Por MARIANA TRIGO, TV PRESS21h:23
Não é fácil ser atriz. Que o diga Alexandra Martins. Apesar de ter feito teatro na adolescência e praticar anos de balé clássico, ela sempre ponderou sobre a falta de estabilidade da profissão. Tanto que estava certa de seguir a carreira de advogada quando terminou a faculdade de Direito. Mas não resistiu por muito tempo. Há sete anos deixou para trás o registro da OAB, um alto salário como advogada, o sonho de morar sozinha e decidiu recomeçar do zero – voltou, inclusive, para a casa dos pais. Foi dessa forma que esta carioca de 30 anos chegou até a Globo com um registro provisório de atriz, após aulas de teatro no Tablado e na CAL – Casa das Artes de Laranjeiras. Depois de diversas participações em novelas, finalmente Alexandra desfruta seu primeiro personagem fixo numa trama, a charmosa secretária Duba, de “Tempos modernos”, da Globo. “Achava que a atuação era coisa de adolescente em crise existencial. Depois de adulta vi que precisava tentar. Todos me acharam uma louca. Mas só ficaria feliz se apostasse nessa paixão profissional”, avalia, com um sorriso rasgado. Com 56 kg distribuídos em 1,72 m de altura, não foi tão difícil para Alexandra começar a ser chamada para participações na Globo após deixar seu currículo na emissora. Começou como figurante em “Paraíso tropical”, fez rápidas participações em tramas como “Cobras & lagartos”, “Malhação” e “Linha direta justiça”, até ser chamada para viver uma personagem de destaque em um episódio de “Carga pesada”. Na pele da sedutora Bentinha, uma menina do interior nordestino que virava mula-semcabeça, Alexandra começou a chamar atenção na emissora. Seu único receio era que a personagem aparecia nua, apenas com tapa-sexo. “Tive muita resistência. Mas, em seguida, me chamaram para viver a madrasta da Branca de Neve no ‘Sitio do picapau amarelo’. Passei de peladinha para vestidinha”, brinca a atriz. Foi justamente na participação em “Carga pesada” que a atriz conheceu Antônio Fagundes, que interpreta o Pedro na série. Após um mês contracenando nas gravações, os dois começaram a namorar. Isso foi há quase três anos. Coincidentemente, voltaram a atuar em “Tempos modernos”. Na trama de Bosco Brasil, Fagundes vive Leal, que é padrinho de Duba, papel de Alexandra. Na história, Duba é uma menina mimada que adoraria ser filha de Leal. “Estamos cansando de ouvir tantas piadinhas a respeito disso”, avisa a atriz. Mimada e muito vaidosa, a secretária é filha de Faustácio, de Otávio Muller, que é o melhor amigo do personagem de Fagundes. “Minha personagem ganhava roupas usadas das filhas do Leal desde pequena. Hoje ela pega essas roupas de grife e vende num brechó. Ela sempre deu muita dor de cabeça, é meio rebelde”, define a atriz. Para compor a secretária, Alexandra assegura que não fez nenhum tipo de laboratório, a não ser passar horas observando pessoas com o mesmo perfil da personagem na academia em que malha na Barra, na Zona Oeste do Rio. “O mais legal dela é o figurino sempre atochado, muito colorido, com decotões. Ela está sempre muito enfeitada”, diverte-se Alexandra. Para manter uma silhueta capaz de exibir um figurino tão sensual, a atriz costuma malhar quatro vezes por semana. Ela se divide entre aulas de musculação, ginástica localizada e caminhada em ritmo intenso na esteira. “Não corro por nada! Correr é péssimo para a mulher porque deixa tudo flácido, balança muito. Sou muito mulherzinha para isso”, avisa a atriz.

Leia Também