Sexta, 17 de Novembro de 2017

IBGE começa a traçar novo perfil do Brasil

1 AGO 2010Por 21h:24
Gabriela Moreira e Jacqueline Farid, AE

A partir de hoje, 190 mil recenseadores começarão a traçar o perfil de um novo Brasil. O Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), traz novas perguntas que mapearão da quantidade de famílias formadas por pessoas do mesmo sexo ao número de domicílios com acesso à internet. Em Mato Grosso do Sul, cerca de 829 mil domicílios começam a ser visitados amanhã.
Por meio da pergunta que verifica o grau de parentesco das pessoas que moram sob o mesmo teto, a pesquisa permitirá saber, por exemplo, quantos adultos ainda moram com a mãe. Pela primeira vez também será conhecido o número de pessoas que residem em penitenciárias, orfanatos e asilos.
A fatia de brasileiros que mora no exterior também será conhecida. Além disso, o censo permitirá saber onde essas pessoas viviam antes de deixar o País.
Ao todo, serão 58 milhões de domicílios visitados até o dia 31 de outubro. No censo de 2000, o IBGE contabilizou uma população de 169,8 milhões. Orçada em R$ 1,68 bilhão, os dados da pesquisa começarão a ser conhecidos já no final de novembro, quando os resultados serão apresentados ao Tribunal de Contas da União (TCU) para definir o reparte de verba do Fundo de Participação dos Municípios.
O presidente do IBGE, Eduardo Nunes, explicou que os técnicos do instituto dedicaram três anos de preparação para o trabalho. “O censo é uma fonte vital de preparação do País para a próxima década”, afirma Nunes. “Ele vai registrar também as características do entorno dos domicílios e revelará a existência ou não de calçamento, iluminação pública e saneamento básico”, explica.
Serão pesquisadas até a quantidade e as condições dos banheiros e de quais materiais são feitas as paredes das casas. O questionário inclui ainda como é o deslocamento de casa para o trabalho e para o estudo, para identificar deficiências na infraestrutura de trânsito. Pela primeira vez, a pesquisa do IBGE vai investigar as línguas indígenas, assim como a cor e a raça de toda a população e registro de nascimento.
Um único morador poderá fornecer as informações por todos os moradores do domicílio, em questionários que terão de 37 a 108 quesitos.

Escolas
Outra novidade do Censo 2010 será a entrada nas escolas públicas e particulares do País, como maneira de divulgar a importância da coleta de dados, com distribuição de materiais didáticos, mapas e peças de divulgação. Professores vão receber orientações para trabalhar com informações estatísticas, geográficas e cartográficas em sala de aula. O objetivo é fazer com que os alunos compreendam melhor as realidades brasileiras e os usos variados das informações obtidas sobre a população.

Leia Também