Quarta, 22 de Novembro de 2017

Hospitais universitários do Estado receberão R$ 3 milhões da União

21 JUL 2010Por 20h:56
Clodoaldo Silva, Brasília
Bruno Grubertt, da Redação

Os hospitais universitários federais de Campo Grande e Dourados vão receber R$ 3,037 milhões ainda neste ano para reestruturação e revitalização. O valor
– que começa a ser repassado em agosto – será incluído no teto financeiro anual do Estado e municípios e faz parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Federais (REHUF), do Governo federal.
Para o Hospital Universitário de Campo Grande, administrado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), serão R$ 2,515 milhões e para a unidade universitária de atendimento médico de Dourados, administrada pela Universidade Federal da Grande Dourados, serão R$ 522 mil.
A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) informou, por meio da assessoria de imprensa, que vai aplicar a primeira parcela dos recursos – R$ 2,5 milhões – em reformas das unidades de internação, das nove salas do centro cirúrgico, ambulatório, central de esterilização, lavanderia, departamento de nutrição e dietética, além do Pronto Atendimento Médico.
Com o dinheiro referente as próximas duas parcelas, cujos valores ainda não são conhecidos, a Universidade fará aquisição dos equipamentos e mobiliários necessários para reestruturar os setores do Hospital Universitário (HU).
As reformas ainda serão licitadas e, de acordo com estimativa do diretor do HU, José Carlos Dorsa, as obras serão concluídas em seis meses.
Já a Universidade Federal da Grande Dourados informou, em nota publicada no site da instituição, que aplicará as verbas dessa parcela em “despesas de custeio do hospital, como a aquisição de medicamentos e materiais médicos hospitalares, principalmente aqueles utilizados em cirurgias”.

Comparativos
O valor é superior ao que foi destinado ao hospital universitário de Cuiabá, que vai receber R$ 770 mil; maior do que a unidade hospitalar de Brasília vai receber, R$ 2,236 milhões; porém ficou abaixo dos R$ 3,317 milhões destinados ao hospital universitário de Goiânia.
“Esta liberação de recursos financeiros é um passo importante no sentido de garantir o fortalecimento da rede federal dos hospitais de ensino. Estes hospitais são de extrema importância para o atendimento de média e alta complexidade em todo o País. Além disso, são centros de formação de especialistas em saúde e centros qualificados de realização de pesquisas no campo da saúde e da medicina”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Investimentos
Os R$ 100 milhões são a primeira parcela de um total de R$ 300 milhões que o Ministério da Saúde irá repassar até o final do ano para os hospitais universitários federais.
O Programa de Reestruturação foi instituído em 27 de janeiro deste ano com objetivo de criar as condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários possam desempenhar plenamente suas funções em relação às dimensões de ensino, pesquisa e extensão, além da dimensão da assistência à saúde.

Leia Também