Segunda, 20 de Novembro de 2017

Hosmany Ramos volta ao Brasil para cumprir pena

7 MAR 2010Por 00h:31
O ex-cirurgião plástico Hosmany Ramos, foragido do País desde janeiro de 2009, desembarcou ontem no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, acompanhado por dois agentes da Polícia Federal (PF). O voo 8085 da TAM veio de Londres e pousou às 5h51min. De lá, Hosmany pegou outro voo de carreira para Presidente Prudente e depois seguiu, de carro, ao presídio de Junqueirópolis (a 624 km da capital), aonde chegou às 13h10min. Lá, vai cumprir pena em regime fechado. Condenado a 53 anos de prisão por homicídio, sequestro, roubo e tráfico de drogas, Hosmany estava encarcerado desde 1981 e aproveitou a saída no Natal de 2008 para fugir. Preso na Islândia em agosto de 2009, teve a extradição autorizada em 26 de fevereiro. Ao contrário dos passageiros e da tripulação, o ex-cirurgião não saiu pelo portão de desembarque. Segundo o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, ele viajou algemado no fundo do avião e foi o último a desembarcar. Além dos dois agentes que o acompanhavam, outros três foram à aeronave para levá-lo a uma sala da PF, onde ficou por cerca de duas horas. Em seguida, segundo Tuma Júnior, Hosmany foi conduzido em um carro separado dos demais passageiros e foi o primeiro a embarcar no avião para Presidente Prudente. Segurança Em Presidente Prudente, o ex-cirurgião desembarcou algemado e sob forte esquema de segurança. Com metralhadoras, seis agentes da PF em duas viaturas o aguardavam na pista. Assim que desceu do avião da Passaredo, que pousou às 11h05min, ele foi colocado em um carro da PF, um procedimento de cerca de cinco minutos. De barba e roupa preta, usava capuz e óculos escuros. Hosmany foi levado para Junqueirópolis. Por segurança, a PF fez um trajeto alternativo até a cidade.

Leia Também