Terça, 21 de Novembro de 2017

Homem agride mulher grávida por falta de sexo

20 JAN 2010Por 04h:23
J.R.C.J., de 22 anos, foi denunciado na Delegacia de Policia Civil de Batayporã, por espancar com frequência a esposa, da mesma idade, por ela, grávida de seis meses, estar se recusando a fazer sexo com ele. A última surra foi registrada na segunda-feira, depois de nova recusa de relacionamento sexual. Acionados por terceiros, policiais militares compareceram à Rua Manoel Jorge, na Vila Maria Gonçalves, onde a mulher teria sido agredida fisicamente pelo companheiro e ameaçada de morte. De acordo com a PM, a vítima apresentava escoriações no rosto, provocadas por uma chaira (afiador de faca), com a qual J.R.C.J. tentou furar-lhe o olho. Os braços e costas da mulher também apresentavam lesões. Na segunda-feira, por volta das 16h, a gestante foi ao médico por ter sido espancada. Foi-lhe recomendado não manter relações sexuais para não esforçar-se fisicamente. No momento em que chegou em casa, J.R.C.J. queria fazer sexo, mas a mulher sentia fortes dores na barriga e se recusou, passando então a apanhar. Ela relatou que constantemente, quando se recusa a ter relações, o companheiro a agride com um pedaço de madeira. O homem foi acusado de ferir a filha do casal. A criança apresenta uma queimadura na barriga provocada por uma panela quente.

Leia Também