Quinta, 23 de Novembro de 2017

Haiti volta a tremer; México e Guatemala são sacudidos

21 JAN 2010Por PORTO PRÍNCIPE05h:49
O Haiti registrou ontem um tremor de magnitude 6,1, a mais forte réplica do terremoto de magnitude 7 que devastou o país, no último dia 12, e deixou milhares de mortos. Segundo as medições do Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), nestes últimos oito dias, o país foi atingido por mais de 40 tremores menores. O abalo foi registrado ontem às 6h03min (9h03min no horário de Brasília). Também ontem, um tremor de magnitude 6,5 graus na escala Richter sacudiu a zona fronteiriça entre a Guatemala e o México, informou o Instituto Nicaraguense de Estudos Territoriais (Ineter), sem o registro de vítimas ou danos, mas assustou os moradores da região. A rede sísmica nicaraguense disse que detectou o tremor às 3h32min local (9h32 GMT) com epicentro numa zona na fronteira da Guatemala e do México, sem dar mais detalhes. O medo de que os desabamentos em série se repetissem causou pânico e levou as pessoas às ruas da capital Porto Príncipe. Grande parte dos prédios da cidade desabou no tremor do dia 12, incluindo o histórico palácio presidencial e a casa do presidente René Préval, além de diversas escolas e hospitais. O aeroporto teve a sua torre de controle destruída, e o porto foi obrigado a interromper seu funcionamento. Ontem, o haitiano Anold Fleurigene, 28 anos, que teve sua casa destruída e uma irmã e um irmão mortos no primeiro tremor, chamou a mulher e os três filhos e correu para a rodoviária. “Eu já vi a situação aqui, quis sair logo.” Beny Quinteros, enviada especial da emissora VTV da rede estatal de TV venezuelana, disse por telefone para a sua matriz, em Caracas, que “as estruturas já colapsadas e que estavam a meio pé terminaram de cair com este movimento, que foi muito forte”. “Foi bastante significativa a magnitude deste evento, ao ponto de, por exemplo, a informação sobre as fissuras na embaixada [da Venezuela] que havíamos pedido ter sido cancelada, porque a amplitude, o diâmetro que cada uma delas aumentou e a edificação agora ficou totalmente inabilitada”, disse. O embaixador venezuelano no Haiti, Pedro A ntonio Canino, disse que o tremor durou “apenas segundos, porque um minuto aqui seria desastroso”. Resgate As Nações Unidas informaram, ontem, que 121 pessoas foram resgatadas por equipes internacionais dos escombros no Haiti, desde o terremoto do dia 12. A informação foi divulgada por Elisabeth Byrs, porta-voz da Agência de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU. A funcionária descreveu o número como “um milagre”. A porta-voz informou que um segundo centro de operações de auxílio foi estabelecido na capital da vizinha República Dominicana, Santo Domingo. Já há um centro funcionando em Porto Príncipe. Três aeroportos, além de portos, na República Dominicana estão sendo usados para as entregas de ajuda internacional.

Leia Também