Sexta, 24 de Novembro de 2017

Protesto

Grito dos Excluídos é antecipado para atacar Artuzi

7 SET 2010Por 21h:00
Fábio Dorta, Dourados

Tradicionalmente realizado no encerramento do Desfile da Independência, o Grito dos Excluídos foi feito ontem em Dourados. O protesto contra a corrupção foi promovido pelo Comitê Regional de Defesa Popular, formado por sindicatos de trabalhadores, entidades de classe, estudantes e representantes de vários segmentos da sociedade organizada.
O movimento foi antecipado como  consequência ao cancelamento do Desfile da Independência. A baixa umidade relativa do ar e a longa estiagem foram os argumentos utilizados pela prefeitura.
Sem o desfile, o Comitê decidiu aproveitar que o comércio estava funcionando normalmente e realizou ontem mesmo o protesto. Centenas de pessoas foram para as ruas, com faixas, cartazes, apito e, muitos, usando nariz de palhaço. Eles exigiam a cassação do mandado de Artuzi e de todos os envolvidos nas denúncias de corrupção.
Grande parte dos manifestantes ostentava cartazes com fotografias de Artuzi, da mulher dele Maria – que também está presa – e dos vereadores e secretários municipais. “A sociedade está mobilizada para apoiar o trabalho da Polícia Federal, da Justiça e do prefeito interino”, afirmou José Carlos Brumatti, presidente do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (Simted).
O prefeito foi apresentado nas faixas e cartazes como mafioso e patife. Eles também cobravam a realização de novas eleições para prefeito e vice-prefeito e a substituição dos vereadores denunciados nas investigações pelos suplentes.

Leia Também