Domingo, 19 de Novembro de 2017

Governo Lula bate novo recorde de aprovação

26 JUL 2010Por 07h:49
Maria Matheus

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva bateu novo recorde de aprovação em Mato Grosso do Sul, com 83% de avaliação ótima ou boa. Em abril, o índice era de 74%. A aprovação do governo Lula aumentou 17 pontos percentuais desde agosto do ano passado.
Levantamento do Ibrape realizado para o Correio do Estado revela que 12% dos entrevistados consideram regular a administração do presidente, enquanto 4% a avaliam como ruim ou péssima e 1% não respondeu.
A aprovação do governo Lula em Mato Grosso o Sul vem aumentando gradativamente. De 66% em agosto de 2009, passou para 69% em outubro e 70% em novembro. Em março deste ano, registrou 72%, e em abril, atingiu 74%.
O percentual de eleitores que reprovam a administração petista caiu pela metade nos últimos 11 meses. Em agosto do ano passado, 8% dos entrevistados disseram considerar o governo Lula ruim ou péssimo. Agora, o índice é de 4%. A avaliação regular oscilou entre 23% em agosto de 2009 e 21% neste mês, tendo atingido o pico, 24%, em novembro do ano passado.

Regiões
Na Capital, o governo Lula foi aprovado por 86% dos eleitores e no interior, por 81%. A administração petista foi reprovada por 3% dos eleitores de Campo Grande e 5% dos entrevistados que residem no interior do Estado,  enquanto 10% dos campo-grandenses consideram a administração federal regular, contra 13% dos que moram no interior.
A gestão petista obteve o maior índice de aprovação na região do Pantanal (86%), seguido pelo sudoeste do Estado (82%) e região da Grande Dourados (82%). Na região Norte e no Bolsão, 80% dos entrevistados consideram o governo ótimo ou bom; na região do Vale do Ivinhema, 78% e no cone sul, 75%.
O mais alto índice de reprovação foi registrado no cone sul e no Bolsão, 7%. No Vale do Ivinhema, arredores de Nova Andradina, 5% dos entrevistados reprovaram o governo Lula. Nas demais regiões, o índice de avaliação negativa ficou em 4%.

Internet
A maioria dos eleitores de Mato Grosso do Sul, 61%, não tem acesso à internet ou dificilmente navegam na rede.  Conforme pesquisa realizada pelo Ibrape para o Correio do Estado, apenas 39% dos 1.119 entrevistados acessam com frequência.
Dos 39% dos eleitores que disseram ter acesso à rede, 64% têm internet em casa; 20% acessam no trabalho; 15%, na lan house e apenas 1% na escola.
O Ibrape ouviu 1.119 eleitores em oito regiões do Estado, entre os dias 15 e 18 de julho. A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número 20074/2010.

Leia Também