Segunda, 20 de Novembro de 2017

Governo anuncia que vai auxiliar prefeitura

2 MAR 2010Por 06h:40
O Governo de Mato Grosso do Sul vai auxiliar financeiramente a Prefeitura de Campo Grande na reconstrução das áreas destruídas pelas chuvas e facilitar a homologação da situação de emergência, para acelerar a liberação de recursos federais. Ontem de manhã, em Dourados, o governador André Puccinelli afirmou que equipes da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) estão à disposição do município para trabalhos iniciais, como limpeza de vias e desobstrução de galerias. O Governo também designou um técnico para ajudar na elaboração dos documentos necessários para a decretação oficial da situação de emergência, e não descarta a possibilidade de liberar recursos estaduais para recuperar a Capital. O governador André Pucinelli declarou-se “impressionado” com a chuva de sábado em Campo Grande, que causou grande destruição. “Nunca vi a (Avenida) Ricardo Brandão com um metro e meio de água. Dava para usar a Arca de Noé”, brincou. Antes de lançar obras de infraestrutura no Jardim Novo Horizonte e inaugurar uma frente de asfalto no Jardim Pantanal, o governador fa lou rapidamente com a imprensa sobre as enchentes na Capital, e lembrou que no Parque das Nações Indígenas estava prevista a construção de três lagos, mas apenas dois foram abertos, o que poderia justificar os transbordamentos. Emergência Para que sejam liberados recursos federais, a situação de emergência decretada ontem pelo prefeito deve ser homologada pelo Governo do Estado. A esse decreto, devem ser anexados outros documentos para que o Estado dê sequência ao processo, até que ele chegue ao Governo federal. O coordenador da Defesa Civil estadual e comandantegeral do Corpo de Bombeiros, coronel Ociel Ortiz Elias, informou que um técnico do Governo estadual auxiliou na elaboração do relatório de prejuízos – que deve ser entregue junto com o decreto para o Estado. “A gente vai trabalhar para que seja o mais rápido possível. Com um técnico do Governo trabalhando junto, já facilita”, afirmou Ociel. A homologação da emergência deve ser publicada amanhã no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul. A partir daí, o processo será analisado pelo Ministério da Integração Nacional, em Brasília.

Leia Também