Quinta, 23 de Novembro de 2017

Fusão dos bancos Unibanco e Itaú aumentou quadro de funcionários

15 AGO 2010Por 06h:53
VERA HALFEN
ADRIANA MOLINA

A fusão dos bancos Itaú e Unibanco, em novembro de 2008, trouxe a promessa de manter o quadro de funcionários sem demissões, e hoje é uma realidade, segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região, Clementino Pereira.  De lá para cá, o Itaú – que está absorvendo o nome Unibanco –  registra aumento do número de trabalhadores em torno de 10%. São 14 agências e 250 funcionários. Ainda em fase de projeto, estão previstas mais três agências do Itaú, em três municípios: Coxim, Nova Andradina e Ivinhema.
Porém, a fusão está gerando transtornos a clientes de Campo Grande. Muitos correntistas têm problemas com o processo de migração do sistema das agências Unibanco para Itaú e não conseguem ter acesso a serviços, como depósitos, saques de cheques e até mesmo acessar contas.
Embora o banco tenha enviado correspondência explicando a migração e dizendo que seria possível um cliente Unibanco usar o Itaú normalmente para suas operações, em agências da Capital não é dificil encontrar alguém com dificuldades, principalmente nos caixas eletrônicos. De acordo com Clementino, esse problema é temporário e, até segunda-feira (16), estará tudo normalizado. Para evitar transtornos, ele aconselha aos clientes irem até o banco no horário de expediente, pois no caso de ocorrer algum problema, este poderá ser resolvido direto no caixa.

Conta inexistente
Na semana passada, o cliente do Unibanco Adilson Aparecido tentou fazer um depósito usando o número da conta numa agência que recentemente migrou para Itaú na Avenida Afonso Pena, e não conseguiu. “Apareceu uma mensagem dizendo que a conta não existia, o número era inválido”, afirmou.
Outra cliente, a estudante Renata Afonso, teve problemas com a senha da conta no caixa eletrônico. “Não aparecem mais todas as letras da senha alfabética, como antes. E agora não consigo sacar e nem mesmo retirar saldos e extratos”, disse. Também há dificuldade no saque de cheques de antigas agências Unibanco, hoje migradas para Itaú, o que, assim como no caso dos depósitos, tem sido complicado, já que a migração modificou os números das contas.
A assessoria de imprensa do banco disse que os problemas são temporários e são considerados comuns por causa da fase de transição dos sistemas. A orientação é de que os clientes procurem atendimento no horário bancário caso tenham alguma dificuldade em acessar serviços.
O Itaú informou ainda que atualmente só estão integrados nos caixas eletrônicos os saques e consultas de saldos, ou seja, os clientes Unibanco só conseguirão ter acesso aos dois serviços em um terminal Itaú. Ainda não é possivel fazer depósito numa conta Unibanco usando terminais de autoatendimento do Itaú, apenas Doc via internet.
No caso dos cheques, a orientação é de que o cliente vá até a agência do Unibanco à qual o cheque pertencia e faça a troca na boca do caixa. Caso a agência esteja fechada para reforma por conta da migração, outra agência poderá fazer a troca, conforme explicou a assessoria do banco.
Atualmente apenas duas agências do Unibanco ainda não foram transformadas em Itaú em Campo Grande, localizadas na Coronel Antonino e Cândido Mariano. A estimativa é de que até dezembro todas as agências do Brasil concluam a fusão.

Leia Também