Quinta, 23 de Novembro de 2017

Folia exige boa alimentação

9 FEV 2010Por CRISTINA MEDEIROS22h:20
Carnaval é época de muita diversão, horários irregulares de sono e falta de cuidado com a saúde. O ritmo acelerado de cinco dias de folia faz com que a maioria se esqueça de manter a alimentação saudável e muitos nem chegam ao final da festa popular por falta de energia. Para acompanhar toda esta movimentação é preciso cuidar- se adequadamente. E, para isso, nada melhor que uma boa alimentação. A nutricionista clínica Christiane Bergamasco dá algumas dicas de alimentação fundamentais para não estragar a folia. “Para manter o pique sem se cansar ou passar mal, é necessário que a alimentação e a hidratação sejam adequadas nos dias que antecedem e que se mantenham durante e depois do carnaval”, garante. Segundo ela, a tão necessária energia vem dos alimentos à base de carboidratos como pães, arroz, macarrão e cereais. Frutas, legumes e verduras também são alimentos indicados, sendo ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras, e caracterizados como refrescantes. Folhas verdes e legumes crus devem ser consumidos à vontade, tendo cuidado com os molhos para tempero, preferindo o azeite, limão, mostarda, vinagre e ervas. Em contrapartida, deve-se evitar os alimentos gordurosos. Eles são muito calóricos e possuem digestão e absorção lenta, podendo gerar indisposição e cansaço. “Alguns exemplos são feijão, lentilha, couve-flor, milho, melancia, entre outros, que podem causar desconforto gástrico”, explica a nutricionista. Hidratação Outro ponto bastante importante é a ingestão de líquidos. “Tão importante quanto obtenção de energia, a hidratação deve ser adequada para evitar a desidratação e a elevação da temperatura (hipertermia). Durante a folia, há muita perda de líquidos pelo suor. O cuidado com a hidratação evita a fadiga muscular, sendo necessário beber bastante líquido como água, sucos, isotônicos, água de coco e chás”, disse. O procedimento de hidratação é simples. “É recomendado que a pessoa inicie a hidratação 24 horas antes da festa, consumindo no mínimo 2.500 ml e mantenha durante a festa a ingestão de líquidos a cada 20 minutos, evitando tomar grandes quantidades, para evitar desconforto gástrico. Após a festa, o folião deverá manter os cuidados com a hidratação nas próximas 24 horas”. Em relação às bebidas alcoólicas, Christiane faz questão de ressaltar a cautela que o folião deve ter. “Muito cuidado com o álcool. Em excesso provoca ressaca, náuseas, distúrbios gástricos e aumentam a diurese, agravando a perda de líquidos do organismo. Além disso, possuem alto teor calórico”, explica.

Leia Também