Terça, 21 de Novembro de 2017

FMI libera 30 bilhões de euros à Grécia

10 MAI 2010Por 06h:26
Genebra

O comitê do Fundo Monetário Internacional aprovou neste domingo empréstimo de € 30 bilhões para a Grécia, por conta da crise da dívida que atinge o país. O dinheiro junta-se aos 80 bilhões já concedidos à Grécia pelos países da zona do euro.
O anúncio foi feito em um comunicado breve, em que o fundo explica que os países membros aprovaram um acordo de três anos com a Grécia, durante uma sessão especial. Em contrapartida, o governo grego se compromete a cumprir metas de redução do déficit e de reformas estruturais estabelecidas
O dinheiro do FMI deve ser suficiente para cobrir os cerca de € 8,5 bilhões (US$ 10,795 bilhões) que a Grécia terá que pagar a seus credores no dia 19 de maio. Atualmente o país é incapaz de captar dinheiro nos mercados a um juro acessível.
O Conselho Executivo é composto por 24 diretores que representam os 186 países membros do organismo e é o órgão que aprova os programas de crédito do FMI.

O empréstimo sai no mesmo dia em que os 27 ministros das Finanças de países europeus, reunidos em Bruxelas, estudam medidas para fortalecer o euro e proteger países de crises semelhantes à da Grécia. O objetivo é devolver a calma aos mercados e proteger a moeda comum.
Também neste domingo, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, foi derrotada em uma importante eleição regional, em um resultado que analistas atribuem ao apoio de Merkel à ajuda à Grécia.
A Comissão Europeia propôs aos governos um mecanismo de assistência financeira para os países com dificuldades de pagar suas dívidas públicas que contaria não só com garantias da União Europeia (UE), mas também com a dos Estados.
O objetivo era chegar a um acordo sobre este mecanismo antes da abertura dos mercados asiáticos, com a esperança de que contribua rapidamente para a estabilização do sistema financeiro europeu e internacional.

Leia Também