Segunda, 20 de Novembro de 2017

Festival terá 18 espetáculos na mostra oficial

4 AGO 2010Por 08h:05
Thiago Andrade

O Festival Nacional de Teatro de Campo Grande (Festcamp) iniciará sua quarta edição na sexta-feira, com a abertura oficial do evento acontecendo na Praça do Rádio Clube, em um circo armado especialmente para as programações do festival. Já no sábado, a Companhia Teatral Azul Celeste, de São José do Rio Preto, apresenta o espetáculo “Marcelo, marmelo, martelo”, abrindo a mostra oficial. Segundo os organizadores, o Festcamp mudou muito desde sua primeira edição, mas a proposta de ser vitrine das produções locais e de outros estados, além de promover oficinas e debates, se manteve durante os quatro anos. As atrações seguem até o dia 15 de agosto.
Fazem parte da mostra oficial 18 espetáculos, tanto da Capital quanto do interior e de outros estados. Segundo Anderson Lima, um dos organizadores e diretor do Grupo Flor e Espinho, estes foram os espetáculos selecionados por meio de edital. “Sentimos a necessidade de abrir algumas vagas para outras linguagens que ficaram de fora do festival, ou seja, teatro de rua e infantil, e convidamos alguns grupos da Capital. Com eles, montamos a mostra paralela do Festcamp”, aponta Anderson. Participam desta mostra seis espetáculos, todos da Capital.
No primeiro dia de mostra, além da Cia. Teatral Azul Celeste, que leva aos palcos um espetáculo infantil, será encenado também “João Pacífico – O poeta do sertão”,  do Grupo de Teatro Pingo D’água, da cidade de Cordeirópolis, de São Paulo. “Ambas  companhias têm sérias pesquisas em teatro, propondo-se a fazer um trabalho instigante, que não deixa de lado as questões estéticas da arte contemporânea”, pontua Anderson sobre os grupos que abrem o 4º Festcamp. (Confira no box ao lado a programação dos primeiros dias).
Além dos espetáculos, o festival pretende promover a integração cultural em Campo Grande, com shows diários que serão promovidos no Circo do Festival, na Praça do Rádio Clube. Segundo Anderson, alguns nomes já foram confirmados para se apresentar, como, por exemplo, Márcio de Camillo, Juci Ibanhez, Banda Zuca, Feedback, entre outras. “Estamos conversando com outros grupos, indo do rock à música popular brasileira, pois queremos abrir espaço para todos se divertirem e se encontrarem depois dos espetáculos”, aponta.
Para os shows, os ingressos custarão R$ 2, enquanto, os espetáculos teatrais custam R$ 3, mas alguns terão entrada gratuita.

Leia Também