Sábado, 18 de Novembro de 2017

Festival quer mapear o atual momento da viola no Brasil

24 JUN 2010Por 06h:59
Será lançada hoje a primeira edição do “Voa viola – Festival Nacional de Viola”, primeiro edital público que pretende mapear o atual momento da viola no País. Em seu conjunto de ações, pretende promover novos talentos e fomentar o mercado violeiro, valorizar a viola como instrumento brasileiro, estimular e difundir o uso deste instrumento em diversos gêneros musicais e expandir o seu público para além do caráter regional.

O edital tem abrangência nacional e estará disponível no portal www.voaviola.com.br. As inscrições podem ser feitas até dia 16 de agosto. A curadoria é assinada pelos violeiros Roberto Corrêa e Paulo Freire. Uma comissão de seleção irá escolher 24 trabalhos que representem o atual panorama da viola no Brasil. A próxima etapa é decidida em voto popular, por meio do portal do projeto. Deste total de 24, o público escolherá 12 artistas para dividir o palco com músicos consagrados em shows em Belo Horizonte, Brasília, Recife e São Paulo.

No processo de votação, o público também decidirá os artistas que irão se apresentar em cada uma das cidades. A comissão de seleção premiará, ainda, cinco trabalhos com menções honrosas nas categorias tradição, inovação, dupla, instrumental e canção, contemplando e valorizando a diversidade das expressões com o instrumento.

Os trabalhos inscritos devem utilizar a viola em sua expressão, seja ela caipira, de cocho, nordestina, de fandango, machete, de buriti, nas suas várias afinações. Além dos shows, o projeto realizará um seminário em Belo Horizonte, intitulado “Vertentes da viola no Brasil: tradição e inovação”.

O Perfil Violeiro é um espaço no site do Voa Viola para os artistas criarem perfis, em que podem divulgar músicas, fotos, textos, links e contatos. O site do projeto funciona como um portal de informações históricas sobre a viola, com textos assinados pelos curadores e fóruns de discussão nos quais o internauta pode ouvir e ver o que está sendo produzido com o instrumento no País. O portal serve também como local de votação do público e funciona como uma rede social que estimula o relacionamento entre violeiros, músicos, compositores e interessados no tema. (CM)

Leia Também