Sábado, 18 de Novembro de 2017

Festival da latinidade será aberto hoje em Corumbá

28 ABR 2010Por 19h:25

Sílvio Andrade, Corumbá

 

Apesar do muro invisível que ainda separa política e culturalmente o Brasil de seus vizinhos nessa fronteira seca, e da dificuldade em fazer ecoar um evento de grande magnitude pelo continente, o Festival América do Sul (FAS) chega a sua sétima edição com estrutura e programação mais compactas.

Os organizadores se esforçam em torná-lo um circuito de latinidade pelos palcos, ruas, praças e além dos marcos territoriais. Grandes expressões da música, das artes, da literatura e dos movimentos populares do Brasil, e de outros dez países latinos estarão presentes ao evento, realizado numa parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal de Corumbá.

O FAS 2010 será aberto às 19h de hoje, na Praça Generoso Ponce, centro histórico de Corumbá, que concentra, juntamente com o porto geral, grande parte da programação que seguirá até o dia 2 de maio. Haverá eventos na vizinha Ladário e também em Puerto Quijarro e Puerto Suarez, na Bolívia.

A cidade vive o festival e ganha uma megaestrutura com três palcos – o das Américas, na Generoso Ponce, onde acontecerá a cerimônia de abertura e entrega de homenagens; o Pantanal, no porto; e o Brasil, na Avenida General Rondon, onde também foi instalado o Pavilhão dos Países. Aqui, pode-se conhecer o artesanato, a literatura e a gastronomia latina.

O evento deste ano está orçado em R$ 1,5 milhão e traz como atrações nacionais os shows de Diogo Nogueira – que se apresenta hoje, às 21h, depois do show de mágica marcado para 20h – Frejat, Simone, Roberta Sá, Monobloco e Renato Teixeira. A programação inclui artistas latinos e regionais e ainda um encontro de chamamé.

Ainda hoje, no Palco Brasil, apresentam-se Juci Ibanez, às 21h e, em seguida, padre Vieira e Banda Amor Supremo, às 23h.

Os homenageados desta edição são a uruguaia Glória Levy, do teatro; Ignácio de Loyola Brandão, da literatura; Humberto Espíndola, das artes plásticas; Neide Garrido, da dança; Josephina Por Deus da Silva, uma das fundadoras do projeto Massa Barro de Corumbá, e os organizadores do Banho de São João.

Leia Também