Quarta, 22 de Novembro de 2017

Férias bem aproveitadas

31 JUL 2010Por 16h:33
Thiago Andrade

Há seis anos, um grupo formado por voluntários italianos visita, consecutivamente, a Escola Estadual Padre Franco Delpiano, localizada no Hospital São Julião. O objetivo é oferecer às crianças e aos adolescentes que estudam no local atividades durante as férias escolares, preenchendo o tempo livre com treinos de esportes, atividades culturais e espirituais e aulas de língua italiana. Atendendo 380 alunos do Ensino Fundamental e 25 crianças de 2 a 5 anos, do Centro de Educação Infantil Morada do Sol, o Projeto Treino de Basquetebol tem promovido disciplina, educação e o contato com uma cultura diferente.
Na manhã de ontem, a escola encerrou as atividades do projeto com um dia inteiro de comemorações. Além da distribuição de prêmios para os alunos que se destacaram, houve apresentações de dança com os próprios alunos, de mágica com o palhaço Dentinho e homenagem aos voluntários italianos. A partir de segunda-feira, o projeto será promovido na cidade de Paraíso, no norte do Estado.
“É um privilégio receber a equipe. Eles trazem os treinos esportivos, que incluem futebol, voleibol e basquetebol, mas essas são apenas formas de trabalhar com os alunos virtudes como a disciplina e as regras. Além de custearem todo os gastos para vir ao Brasil, os voluntários ainda pagam passes de ônibus para as crianças virem à escola”, explica a diretora Angela Regina Ramos. Os voluntários vêm de de Turim, considerada cidade-irmã de Campo Grande, ou seja, ambas têm semelhanças demográficas, históricas e geográficas.

Parceria
O projeto é promovido pela Organizzazione per la Assistenza ai Servizi e agli Interventi Sociali (Oasi), que atua em parceria com o Hospital São Julião desde 1969. Ela afirma que é uma pena a Secretaria de Estado de Educação (SED) não oferecer nenhum apoio ao projeto. Tendo se iniciado em 2004, com o técnico italiano Marco Bruno Gontero, o Treino de Basquetebol sempre teve como ideia principal retirar alunos das situações de risco durante as férias escolares de julho.
Como grande parte dos alunos que estudam na Escola Padre Franco Delpiano são provenientes de regiões carentes próximas ao hospital, a escolha foi acertada. “Eu ficaria sozinha em casa, sem ter muito o que fazer, mas com o projeto nunca passei por isso”, aponta a estudante Suellen Bispo, que hoje está no 7º ano e acompanhou o trabalho dos italianos desde o começo.
Para o atual coordenador do projeto, Claudio Beltrame, além de ser uma forma de colocar em prática os ensinamentos cristãos, o Treino de Basquetebol é uma maneira de entrar em contato com as crianças e mostrar-lhes que existem possibilidades de fugir da violência e da criminalidade. “Sabemos que não é possível generalizar, mas as crianças estão em área de grande risco social. É isso o que queremos com o esporte e as atividades culturais, que elas percebam que existe potencial e que elas são, desde já, cidadãos conscientes”, pontua.

Leia Também