Sexta, 24 de Novembro de 2017

Federal confirma envolvimento de três em extorsão de empresário

2 FEV 2010Por CÍCERO FARIA,23h:34
A delegacia da Polícia Federal em Dourados confirmou ontem, em nota oficial, a prisão em flagrante, na tarde de sexta-feira, de um motorista da Receita Federal, que se fazia passar por auditor, pela extorsão de R$ 12 mil do um empresário douradense. Duas outras pessoas estão envolvidas no golpe, mas os seus nomes também não foram divulgados. O crime foi descoberto após a vítima acionar a Federal, que prendeu em flagrante o funcionário da Receita. O motorista, que se passava por auditor, foi flagrado quando saía de um escritório de contabilidade com a quantia extorquida. Com a prisão dele, a PF chegou aos outros dois envolvidos. A intenção era fazer o empresário pagar R$ 50 mil para que não fosse denunciado por supostas irregularidades em impostos e no depósito da empresa. Mas a vítima conseguiu negociar e o valor extorquido foi reduzido para R$ 12 mil. O golpe, segundo o preso, citado pela Polícia Federal, foi arquitetado pelo próprio contabilista que prestava serviço à empresa, com informações dos sistemas da Receita Federal, para “coagir” a vítima a fazer o pagamento sob ameaças de fiscalização. De acordo com a vítima, também participou da extorsão um agente da Polícia Federal em Dourados, já identificado e indiciado. Foi instaurado procedimento disciplinar contra ele. A sua conduta, no âmbito administrativo, é punível com a pena de demissão. Dos três presos, apenas o motorista permanece no xadrez da PF. Os outros dois foram ouvidos e liberados. O inquérito será remetido à Justiça Federal.

Leia Também