Sexta, 17 de Novembro de 2017

Família é a base para sucesso do tratamento

28 JAN 2010Por 22h:01
O tratamento de um autista requer avaliação clínica, terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia, entre outras atividades. A família é parte importante em todo o processo. “Todo ser humano tratado com carinho, amor e respeito sente-se querido e amado e, consequentemente, é feliz. Estas crianças não são exceção. As dificuldades que apresentam causam certos empecilhos para obter carinho, amor e respeito, mas, se o adulto souber dimensionar a sua escala em valores, estas crianças se tornam tão queridas quanto qualquer outro e serão felizes. Os pais, por sua vez, passarão a vivenciar esta mesma sensação. O inverso também é verdadeiro. Pais saudáveis e bem solucionados, que souberem reavaliar expectativas e sonhos em relação ao filho, poderão ser felizes e com isto lhes transmitirão esta sensação”, destaca Helciane. Os cientistas acreditam que o autismo surge de uma combinação de fatores genéticos e ambientais. Mesmo antes de fechamento de diagnóstico sobre autismo, quem quiser mais informações sobre o assunto pode procurar a Associação de Pais e Amigos do Autista de Campo Grande (AMA), que existe desde o início da década de 1990 e que atualmente presta assistência a 49 crianças e jovens de Campo Grande e região, tendo como presidente Laurenice Rodrigues Pagot. A AMA está localizada na Rua Farroupilha 435 – Bairro Sargento Amaral. Telefone (067) 3325-5135. O atendimento é das 7h às 11h e das 13h às 17h, de 2ª a 6ª no período do ano letivo. (OR)

Leia Também