Domingo, 19 de Novembro de 2017

Falta de patrocínio afasta atletas de disputa no Canadá

12 AGO 2010Por 21h:03
JAKSON PEREIRA

Dos três atletas de Mato Grosso do Sul convocados para representar o Brasil no Campeonato Pan-Americano de Karatê, que será disputado de 17 a 22 deste mês em Montreal, Canadá, apenas um, Jhonatan Hideyuki Taira, na categoria infantil até 52 kg, vai para a competição. Os outros dois, Letycia Petri, 15 anos, campeã brasileira e terceira colocada no último Sul-Americano na categoria cadete até 54 kg, e Vítor Claus, 12 anos, vice-campeão brasileiro e bronze no Sul-Americano na categoria infantil até 40 kg, não disputarão a competição por falta de patrocínio.
Paulo Sérgio Petri, pai de Letícia, confirmou a desistência. “A gente vê que o esforço todo dela para garantir a vaga não será recompensado. Fiz de tudo para obter ajuda, mas não consegui. Aguentei e banquei todas as competições que pude, mas esgotei meu limite e infelizmente ela está fora do Pan-americano”, comentou Paulo Sérgio ao afirmar que precisaria de mais de dois mil dólares para bancar a viagem da atleta.
O presidente da Federação de Karatê de Mato Grosso do Sul, Cícero Muniz, confirmou a informação. “Não fui procurado pelos pais, mas sei das dificuldades. O Jhonatan será bancado pela família, pois também está sem patrocínio. Fizemos nossa parte, buscamos apoio público e privado, mas infelizmente não recebemos retorno”, comentou o dirigente que vai para o Canadá como árbitro. “Também tenho que pagar as minhas despesas. Sou obrigado a ir, pois se não for perco minha licença de árbitro internacional”.
Jhonatan Hideyuki treina até domingo em Campo Grande e, na segunda-feira, embarca para o Canadá para a disputa da competição.

Leia Também