Domingo, 19 de Novembro de 2017

Expogrande espera faturar R$ 115 milhões

3 MAR 2010Por 05h:50
A 72ª Expogrande foi lançada na segunda-feira com a expectativa de movimentar mais de R$ 115 milhões em 45 leilões de animais e tornar-se efetivamente internacional. O evento que acontece de 18 a 28 de março, terá como um dos principais destaques a presença de países vizinhos. O Paraguai é um dos convidados, e o governador da Província de Amambay, vizinha de Mato Grosso do Sul, Juan Bartolomeu Ancho Ramirez, assegurou, durante a solenidade de lançamento da feira, que vai se empenhar para trazer autoridades de seu país. Ramirez lembrou o fortalecimento das relações entre os dois países, afirmando que o Paraguai, em grande esforço, entendeu que a sanidade animal tinha que ser discutida para o enfrentamento da febre aftosa como problema comum. Como destaque dessa articulação, o governador paraguaio lembrou a mais recente reunião das autoridades sanitárias da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e o Serviço Nacional de Saúde Animal (Senacsa) – o equivalente paraguaio à Iagro. O presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Francisco Maia, ressaltou a alegria em dirigir a entidade. “Estou muito feliz esta noite. Primeiro por dirigir uma entidade que em sua diretoria tem pessoas muito dedicadas. E, em segundo lugar, por celebrar a homenagem de alguém que eu sempre tive como ídolo, o senhor Laucídio”, continuou. Segundo Maia, a feira este ano terá com principal mensagem que a proteína é o “alimento da vida”. Ele lembrou que muitas vezes a classe produtora é mal compreendida, mas que sem ela muitas das riquezas nacionais não existiriam. “O produtor rural é a base de tudo”. Ele reconheceu o empenho dos parlamentares que estão apoiando a realização da 72ª Expogrande. “Eles abriram mão de suas emendas pessoais para ajudar na feira”. O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), ressaltou que Maia conseguiu reunir a classe política do Estado. Ele lembrou de quando recebeu o pedido do ruralista para tentar trazer o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a cerimônia de abertura da Expogrande. “Disse ao Chico: ‘eu e o senador Delcídio do Amaral (PT) tivemos apoio dos produtores. Agora, os deputados (federais) Vander Loubet (PT) e Antônio Carlos Biffi (PT), eu não sei se estarão dispostos’. Mas eles disseram: ‘se isso é importante para Mato Grosso do Sul e para Campo Grande, pode contar com a gente’”. O senador Delcídio do Amaral destacou que a Expogrande tem ocupado um espaço cada vez mais amplo na economia de Mato Grosso do Sul. De acordo com o parlamentar, à feira, que antes era só de produtores rurais, foi acrescentado expositores de máquinas. “Além disso, vêm milhares de pessoas para se divertir e ver os shows. E agora a feira está se tornando uma das mais importantes no calendário turístico do país”, disse, lembrando que o evento tem forte papel na integração com os países vizinhos. O senador Delcídio do Amaral viabilizou ainda durante o evento, R$ 100 mil dos Correios para patrocinar a Expogrande 2010. “Recebi na sexta-feira a confirmação do atendimento ao pedido que havia feito à direção da empresa. Esses recursos vão se somar a R$ 1 milhão que eu e os deputados federais Vander Loubet, Dagoberto Nogueira e Antônio Carlos Biffi viabilizamos para a Expogrande 2010 através de emenda ao Orçamento da União – R$ 250 mil cada um”, revelou o senador. Homenagens Durante o lançamento da Expogrande, importantes personalidades políticas e ruralistas de Mato Grosso do Sul foram homenageados. A Associação de Criadores reuniu lideranças como o exgovernador Wilson Barbosa Martins; os ex-prefeitos Levy Dias e Lúdio Coelho. O fundador da entidade, Laucídio Coelho, ganhou dos Correios um selo comemorativo em sua homenagem.

Leia Também