Quarta, 22 de Novembro de 2017

Estudo mostra que 37,6% dos alunos já fumaram

1 JUN 2010Por 06h:37
Michelle Rossi

Estudo apresentado ontem mostrou que 37,6% dos estudantes, que têm entre 13 e 15 anos de idade, de Campo Grande, já fumaram cigarros. A pesquisa é resultado do levantamento intitulado Vigilância de Tabagismo em Escolares (Vigescola), realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), que entrevistou 1.039 estudantes de 24 escolas da rede pública e privada da cidade, entre os meses de agosto e outubro do ano passado. 

Esta é a segunda fase do estudo que foi feito pela primeira vez em 2002, e apresentou à época percentual um pouco maior de adolescentes que experimentaram o cigarro — 39,4%. “O índice continua bastante preocupante”, descreveu a pesquisadora do Inca, Elaine Masson, que esteve ontem em Campo Grande para a divulgação dos dados durante o Seminário “Informação para Ação – a Experiência de Mato Grosso do Sul” realizado em virtude do Dia Mundial sem Tabaco.

Dos entrevistados, 27,2% consomem tabaco, sendo que 22,5% não usam o cigarro. “Deste percentual, 77% fazem uso do narguile”, informou a pesquisadora. Atualmente fumam cigarros 11,6%, enquanto 11,7% dos que nunca fumaram estão aptos a começar a fumar no próximo ano (no caso, em 2010). “Esta pergunta foi feita para contabilizarmos qual era o público com potencial para adquirir o hábito”, disse.  

Lei antifumo
 Aproveitando a discussão sobre leis antifumo, foi perguntado aos estudantes se eles apoiam a ideia de proibição do ato de fumar em locais públicos e 88,5% disseram sim. Já 74,6% acreditam que a fumaça dos outros é prejudicial a eles.

Leia Também