Domingo, 19 de Novembro de 2017

ESTIAGEM

21 ABR 2010Por 10h:36
Os bombeiros ontem tiveram que trabalhar por mais de quatro horas, entre 13 e 17 horas, para conter o fogo que queimou uma área extensa de pastagens numa propriedade às margens da BR-262, no trecho do anel rodoviário entre as saídas de Sidrolândia e o distrito de Indubrasil. Trabalhadores da propriedade de 200 hectares, que faz fundos com a fábrica da Kepler Weber, ajudaram a evitar que o incêndio se propagasse fazendo aceiros, técnica que consiste em arar a terra para criar uma barreira de proteção contra o avanço da queimada. Os quatro bombeiros usaram abafadores para conter novos focos.

A queimada começou por volta do meio-dia, mas os bombeiros só foram chamados uma hora depois. Formou-se uma nuvem de fumaça avistada a dois quilômetros de distância. O trânsito intenso, formado basicamente por caminhões, ficou prejudicado, com o comprometimento da visibilidade.

 Os bombeiros acreditam que o fogo tenha sido ateado a partir da faixa de pastagem que fica próxima à rodovia. O sol forte e a baixa umidade relativa do ar formam os ingredientes adequados para uma simples bituca de cigarro atirada no chão por acaso desencadear um incêndio. (FP)

Leia Também