Quinta, 23 de Novembro de 2017

Reflexos seca

Estiagem pode atrasar plantio e elevar preço dos produtos da soja

26 AGO 2010Por 20h:49
ADRIANA MOLINA

O tempo seco poderá atrasar a próxima safra de soja de Mato Grosso do Sul, fazendo com que o grão, cujo plantio normalmente começa em setembro, só seja iniciado em outubro. O problema deve refletir na mesa do consumidor, que já tem comprado o óleo de soja a preços cerca de 20% maiores pela baixa oferta da commodity no mercado.
A saca de soja que antes da estiagem custava cerca de R$ 32 hoje já é vendida no Estado a R$ 39,50, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). “O cenário é de pouca oferta mundial e o consumo continua o mesmo, resultando valores mais altos pagos a quem tem o grão, o que naturalmente é repassado para o consumidor”, explica o superintendente da estatal, Alfredo Sérgio Rios.
Segundo ele, a previsão de estiagem até setembro pode piorar a situação dos preços, pois o solo para o plantio da soja só poderá ser preparado com o início das chuvas. Se for plantada e colhida mais tardiamente, as cotações tendem a ficar maiores à medida que o estoque no mercado é reduzido.
Varejo
Nas prateleiras dos supermercados os consumidores já percebem preços mais altos nos produtos derivados do grão. O óleo de soja, por exemplo, ficou cerca de 26,5% mais caro no mercado em que Paulo César Cavalcante é gerente. “Estávamos vendendo a R$ 1,89 o litro e hoje custa R$ 2,39 em média”, conta.

Leia Também